Natividade Bule, uma mulher de armas

"Nos treinos não sabia distinguir entre a esquerda e a direita"

A história de Natividade Bule confunde-se com a de muitas outras mulheres ex-combatentes moçambicanas e dai o apelido de "mulher de armas" que ostenta.

Natividade Bule ou "mulher de armas", como é também conhecida, nasceu e cresceu em Chidenguele, província de Gaza. Como muitas raparigas da altura, cedo aprendeu a cuidar da casa, a cartar água e a cozinhar. Natividade era a mais velha dos três filhos do lado da sua mãe e como tal também teve que cuidar dos seus irmãos mais novos, enquanto a mãe trabalhava como enfermeira.

Mas os afazeres e as responsabilidades não ficavam por aqui, pois para além de cuidar dos irmãos e da casa, também vendia alimentos em troca de materiais escolares, tecidos, sapatos, entre outros.

"Sou filha mais velha. A minha mãe era a segunda mulher do meu pai, mas como ele não pagou o "lobolo", então foi-lhe negado a esposa e os filhos e por isso mesmo crescemos com ela. Tudo o que sou hoje devo a minha mãe”, salienta a empresária.

Aos 18 anos de idade muda-se para a capital Lourenço Marques, actual Maputo, para frequentar o Ensino Técnico, onde viria a casar-se e a ter dois filhos.

Com a conquista da independência e com o pós-colonialismo integra na juventude da Frelimo e juntamente com amigos e colegas criam o Ministério da Adiministração Interna.

"Todas as fases da minha vida foram interessantes. Lembro-me muito bem de quando entrei para a Administração Interna e dos treinamentos que tivemos que fazer. Na altura era a mais jovem do grupo mas também a única que era casada, e por isso, tinha o direito de voltar a casa após os treinos, ao contrário dos meus colegas que eram obrigados a ficar".

A empresário confessa que a parte mais engraçada "foi a dos castigos que apanhava por não conseguir distinguir a esquerda da direita Sempre que nos mandavam ir para a esquerda eu ia para a direita e vice-versa. Esta situação deixava os comandantes irritados e só mais tarde vieram a aperceber que não estava a brincar (risos)".

Saiba mais na página seguinte

Comentários