O mundo pertence-nos a todos e, por isso, temos de o estimar. Para festejar o dia da terra, a Kid to Kid, marca de compra e venda de artigos para crianças, traz-lhe cinco dicas para tornar o seu lar mais sustentável.

1. Construa uma casa amiga do ambiente

Se vai construir a sua própria casa, uma excelente alternativa é o uso do woodframe, uma parede de madeira que já vem pronta e é composta por camadas de chapa de gesso e madeira de reflorestamento, contando com isolamento. Nas camadas exteriores, uma película protetora de umidade e uma chapa de cimento permitem receber qualquer tipo de revestimento externo. Uma outra vantagem assenta no facto de que como a casa já é levada praticamente pronta para o terreno onde ficará, quase não há geração de resíduos durante a construção. Os desperdícios são reduzidos em até 85%, e emissões de gás carbónico, em 80%.

2. Móveis de paletes

Lembra-se de quando viu aquela decoração bastante simples e minimalista à base de paletes? Sim, é uma ideia bastante original e sustentável, sendo que algumas empresas até distribuem paletes de forma gratuita. Se o seu receio é ficar desconfortável, não se preocupe. Pode colocar almofadas, pequenos colchões ou até cobertores mais fofos e ficará conquistado. Com este material pode fazer mesas, sofás ou mesmo camas! As paletes não saem caras e são um material resistente, alguém de que estará a contribuir para o meio ambiente.

3. Um jardim no meio da cidade

Se é daquelas pessoas que gostava de ter um jardim, mas acha que não tem espaço suficiente ou vive num apartamento, desengane-se e aposte nos jardins verticais. Comuns nos grandes centros urbanos, poderá facilmente fazer um em casa apenas com canas de bambu ou uma grade de aço onde consiga pendurar os vasos. Depois basta plantar flores ou mesmo fruta, como morangos ou vegetais como hortaliças. Solte o jardineiro que há em si.

4. Abuse dos recursos renováveis

A chuva, o vento e o sol podem sempre ser utilizados para seu proveito. Em casas e prédios é possível instalar sistemas de captação da água pluvial, usada para fins não potáveis como a rega de jardins e descargas de vasos sanitários. Já quando se fala em energia solar associa-se a um alto investimento quando na realidade existe um truque: ao reaproveitar garrafas poderá criar o seu próprio aquecedor solar, obtendo assim uma fonte renovável de energia sem gastar muito.

5. Seja cuidadoso dentro de casa

Por último, opte por ter ações sustentáveis dentro de casa, como por exemplo racionar o uso do ar condicionado ou trocar as lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes, que gastam menos energia e duram até 10 vezes mais. Evite comprar produtos embalados em plástico e opte por embalagens e sacos com matéria-prima reciclável, e mantenha a torneira fechada enquanto toma banho ou escova os dentes, prevenindo o desperdício de 50 a 80 litros de água.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.