Quando um pequeno-almoço a dois, do outro lado do Oceano, me obrigou a abdicar do sono de beleza em prol dela mesma descobri que, afinal, é verdade quando se diz que Nova Iorque tem tudo. Na verdade, já suspeitava. Só não sabia, ainda, que tinha salões de cabeleireiro, saunas e spas abertos toda a noite. Próxima paragem: Manhattan. Objetivo: Ficar mais bonita. Horário: A qualquer hora. É quinta-feira e são 5 horas da manhã!

Depois de um voo complicado e de um atraso de quase meio dia, chegámos a Big Apple. Eu e ele. Temos reserva para as 9 horas no Sarabeth’s. O momento impõe decoro. Não posso ir com este aspeto de avião, com o cabelo colado à cara e as unhas a estalar. E ir dormir também não é opção. Além disso, convenhamos, não é neste estado que me quero apresentar a Nova Iorque.

Ligo à Ana, amiga conhecedora dos meandros da cidade, a perguntar, desesperada e pouco crente, por um salão que abra antes das 7 horas ou de «alguém que me possa ajudar». Ri-se e diz-me que tenho tempo. «Apanha um táxi para Park Avenue, consegues safar-te por lá», sugere. «Sabes que horas são?», pergunto. Sem saber, acabava de dar início a um inesperado (e curioso) roteiro noturno por Manhattan, que se prolongou durante toda a viagem.

Dez dias e algumas noites em branco depois, descobri que o lugar-comum da cidade que nunca dorme tem espaço para responder a todo o tipo de emergências, em particular as de beleza e bem-estar. Fazer as unhas às 4h da manhã? É possível! Cortar e pintar o cabelo também. Sauna antes de dormir? Fácil! Aproveitar uma insónia para renovar o stock de maquilhagem? Perfeitamente!

Esta zona da cidade que nunca dorme e onde se conseguem realizar todos os sonhos, como sugere Frank Sinatra em «New York, New York», um dos seus maiores êxitos, está preparada para salvar damas em apuros, mesmo a horas impróprias. E ainda a tempo do pequeno-almoço! Mesmo que ainda seja noite… Saiba quais são os serviços que importa (mesmo) conhecer.

O templo de beleza mais difícil de encontrar

O taxista, já impaciente, depois de três viagens rua acima, rua abaixo, sem encontrar o destino, anuncia que esta será a última tentativa e, sem pruridos, ameaça deixar-me na próxima esquina. «Eu que procure o resto a pé», reclama, sem mais nem menos. Encontro finalmente o letreiro (demasiado discreto, convenhamos) e entro só para confirmar que a sugestão da Ana, afinal, existe mesmo.

No centro da cidade, na dita Park Avenue, lá está ele, um oásis de beleza, aberto 24 horas e prontinho para atender as minhas urgências. O Hair Party and Spa 24h, como o nome indica, não respeita horários de atendimento nem feriados municipais. Existe com o propósito único de salvar almas desorganizadas como a minha, com um menu de serviços que oferece corte, coloração e styling de cabelo, maquilhagem, manicura e pedicura, massagens, tratamentos de rosto, extensões de pestanas e depilação.

Concentro-me para não ceder à tentação de escolher um de cada e foco-me nas prioridades, as unhas e o cabelo.  Enquanto espero, oferecem-me uma taça de champanhe. Parece-me bem! Picuinhas como sou com as unhas, entrego as mãos, a medo, a uma senhora coreana que, pelo olhar, se mostra imediatamente avessa a conversas. «Talvez tenha sono», penso. Sucede que não.

Afinal, a falta de comunicação era explicada pela minúcia com que me envernizava as unhas com o coral Tart Deco da Essie, sem falhar um milímetro do perímetro ungueal. Soltei um «amazing», que não teve retorno ou reação. O pacote completo de depilação de pernas ronda os 50 dólares, dependendo do tipo de cera.

Os preços estão dentro da média da cidade, mas a partir das 22 horas acresce uma taxa de cinco dólares (cerca de 3,70 €) por serviço. Antes de sair, lavo e estico o cabelo com aplicação de creme e óleo para as pontas. São, agora, 8h15 da manhã, ainda tenho tempo para um café. E é precisamente isso que decido fazer…

Veja na página seguinte: O spa que tem uma sauna onde se realizam festas

O spa que tem uma sauna onde se realizam festas

Reza a lenda que por aqui passam frequentemente grupos de bêbedos para se desintoxicarem dos excessos da noite. Da lista constam alguns ilustres de Manhattan. Parece que os vapores da sauna se mostraram benéficos no alívio dos sintomas da ressaca e que afinal a cura está mesmo num banho gelado. Ideal, portanto, para eliminar os malefícios da festa do dia anterior. Ele, desta vez, achou prudente acompanhar-me.

Apesar de a primeira abordagem roçar o decadente, o Juvenex é, na verdade, a joia da coroa dos spas da cidade, um dos poucos que estão abertos 24 horas. Escondido numa ruela de Little Korea, ganhou fama com banhos de lama, de algas, sake e aloé vera e com a sauna, mas também é procurado para tratamentos de rosto e corpo. Durante o dia, o ambiente é impessoal e acelerado.

À noite torna-se mais exclusivo e comprometedor. É possível que a sauna em frente, de repente, se transforme numa mini-festa privada. Para que não falte mesmo nada, o spa dispõe ainda de um bar com uma oferta generosa de bebidas alcoólicas, mas aqui deve ter cuidado com exageros. Primeiro porque os preços são absurdos e, depois, porque convém manter os sentidos alerta.

Alinhar os chacras a horas impróprias

Porque nunca se sabe o dia em que precisará de alinhar os chacras depois da meia-noite ou de se livrar de um dia complicado com uma sessão de shiatsu, convém saber que o Osaka Spa, aberto 24 horas, está à disposição. Inspirado na filosofia asiática de bem-estar, funciona essencialmente como centro de terapias alternativas. Especializado em acupunctura, reflexologia, shiatsu e massagens medicinais, também oferece tratamentos regeneradores de rosto e corpo à base de plantas e saunas desintoxicantes.

Os serviços podem ser comprados individualmente (os preços não são simpáticos e, por isso, geralmente impeditivos de uma experiência mais alargada) ou num pacote VIP, com direito à gama completa e acesso a um quarto privado para relaxar ou descansar um pouco antes de ir, por exemplo, arranjar as mãos. Há quem leve as unhas muito a sério.

Quem não consiga (mas não consiga mesmo) ignorar o verniz estalado a ponto de pedir à colega do lado para, por favor, trazer acetona e algodão no regresso do almoço a casa. No fundo, no que às unhas diz respeito, há quem precise de assistência rápida e in loco. A CityMani responde a essa necessidade. O conceito é simples. Uma espécie de loja de conveniência especializada em unhas com serviço ao domicílio (ou onde quer que se encontre) a qualquer hora do dia ou da noite.

Pode convidar uma, duas, três ou até mesmo meia dúzia de amigas, a sobrinha de oito anos ou a mãe e pode até decidir celebrar o seu aniversário ou o da sua filha com uma sessão de manicura. Há serviços para todas as ocasiões, até para noivas, como a Ana. Só tem de marcar com 24 horas de antecedência, escolher o pacote e confirmar o encontro.

Durante os dez dias em que estive na cidade não consegui vaga. «Talvez no final da próxima semana», respondiam sempre do outro lado da linha. No caso de nada disto lhe parecer realmente inovador (o que até é, se pensarmos no conceito de horário mais alargado), pode sempre optar pelo serviço de jet-bronze portátil. Trata-se de um duche desmontável com jatos de spray bronzeador que faz magia em 20 minutos. Tudo isto onde quiser, com quem quiser e à hora que lhe der mais jeito.

Veja na página seguinte: Comprar produtos de beleza de madrugada

Comprar produtos de beleza de madrugada

Não é só uma drogaria, embora a definição diga o contrário. Pelo menos não da forma a que estamos habituados. A ser alguma coisa parecida com o que cá temos, a Duane Reade seria a melhor bomba de gasolina do mundo. Digamos que é um local agradável para passar uma insónia, na medida em que está sempre aberto e há mais de 250 espalhados pela cidade. Podia falar do corredor de revistas, que é interminável, da papelaria ou das roupas de lycra...

Mas o que realmente entretém uma madrugada atraiçoada pelo jetlag é a secção de beleza. Tem tudo. Se não tem rigorosamente, tem tudo o que se espera encontrar às cinco da manhã no centro da cidade! É, aliás, uma das lojas recomendadas pelos guias para encontrar bons produtos de beleza por menos de 10 dólares (7,40€), incluindo coleções permanentes dos vernizes Essie e O.P.I.

Também há maquilhagem da Maybelline New York (a máscara de pestanas Great Lash custa menos de quatro dólares, 2,95 €), gamas completas para todos os tipos de cabelo da Revlon (a partir de oito dólares) e os BB creams da L’Oréal Paris são alguns dos favoritos, mas há também uma secção dedicada ao corpo, com o bio oil, por apenas 10 dólares, em grande destaque.

A CVS Pharmacy, outra das hipóteses, é essencialmente uma farmácia tradicional, com a variante de estar permanentemente de serviço e de ter uma oferta de produtos de beleza excepcional, como é o caso dos das marcas CoverGirl, Aveeno, Almay, Neutrogena, L’Oréal Paris, Essie, Organix, TRESemmé, Garnier e Tony & Guy são as mais procuradas.

Mas a marca própria da farmácia, a CVS Pharmacy, também já se assume como uma das favoritas em cuidados de cabelo, tendo em conta os preços competitivos. Só para ter uma ideia, o sérum de óleo de argão de 50 ml custa quatro dólares (2,95 €), enquanto o sérum de volume sobe para os seis dólares. Este último desaconselhado a cabelos que frizem ao primeiro sinal de humidade.

O clima da cidade é traiçoeiro e a água do duche tende a desafiar até um alisamento definitivo. Os preços, regra geral, são mais inflacionados do que na concorrência, mas nada de muito escandaloso. Vale a pena a visita, nem que seja para uma compra urgente de toalhitas desmaquilhantes, como foi o caso. Há centenas de lojas da marca espalhadas pela cidade.

Purificação a meio da noite

Faz sentido (e dá muito jeito!) que um cabeleireiro, uma manicura ou um gabinete de estética estejam abertos madrugada dentro, porque há emergências que precisam de ser resolvidas pela fresquinha. Mas, em relação aos spas, que representam a grande maioria dos negócios nocturnos de beleza de Manhattan, não há grande lógica. Será assim tão importante relaxar numa sauna a meio da noite?

Percebi, pela imensidão de frequentadores de spas noturnos, que para os nova-iorquinos uma ida ao spa é como uma purificação, uma limpeza do corpo que, segundo dizem, ajuda a limpar a alma e equilibrar corpo e mente. Por cá, bebemos sumos verdes pela manhã, lá eles atacam o problema a fundo.

A pensar nisso, o Spa Sol criou uma ementa de serviços com esfoliações corporais, massagens shiatsu e suecas (preços a partir de 90 dólares, cerca de 70 €), saunas secas e húmidas temperadas com raízes de ginseng e tratamentos de rosto. Situado a dois passos do emblemático Empire State Building, é essencialmente frequentado por executivos. Está aberto todos os dias até às 2 horas da manhã.

Beleza à luz do dia

Aproveitar as noites para dormir e deixar as questões de beleza para as horas do dia é, inquestionavelmente, mais sensato. E tem duas vantagens. A oferta é ilimitada e dá para programar com tempo. Para caprichar no look antes de um jantar a dois, visite o Pucker, um estúdio de maquilhagem inaugurado em fevereiro de 2014 no centro do Soho, com um menu com seis looks à escolha (mais e menos arrojados) e a preços acessíveis.

Para dar um jeito no cabelo, o Dry Bar é um salão exclusivo para penteados. Sem corte ou coloração, apenas escova e secador. Pode, além disso, escolher um tratamento que reaviva a cor durante a lavagem e massagem capilar. O espaço organiza festas de aniversário ou reuniões de amigas e tem um pacote especial para menores de 10 anos.

Veja na página seguinte: Serviços exclusivos para homens

Loções corporais que até dão para comer

Para comprar produtos naturais, também existem alternativas que recomendamos. Começou por ser uma loja especializada em sabonetes de cereais, mas cresceu para se transformar numa das lojas mais procuradas por quem não abdica de produtos de corpo e rosto cem por cento naturais. A Crabtree & Evelyn, para além dos cuidados de pele, oferece ainda águas perfumadas e eaux de toilette de frutas e flores, ambientadores de casa e loções corporais comestíveis com sabores exóticos. Para comer, sim, leu bem!

Serviços exclusivos para homens

Pensava que a lâmina de barbear era a melhor invenção em cuidados masculinos, mas parece que o mercado masculino tem muito mais para oferecer dentro e fora do domínio da barba. Descobri a Êshave, marca especializada em produtos de beleza para homem, numa emergência dele. Também as há, sei agora!

Precisava de espuma de barbear e, já agora, disse eu, experimentava uma marca nova. A gama de produtos da marca estende-se, para além dos cuidados de rosto adequados a vários tipos e idades de pele, a produtos capilares e de corpo. Tudo a pensar nele. Os preços superam o dos produtos de supermercado, mas valem o investimento.

Texto: Nelma Viana

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.