Há costumes e tradições que, ainda que não se coadunem com as nossas ou haja opiniões distintas, o melhor mesmo é respeitar. Não vale a pena criar um ambiente constrangedor ou chatear alguém, não acha?!

Não esvazie o prato na China

Se por cá até é sinónimo que gostou bastante do que lhe serviram, na China não é bem assim. Aqui o que acontece é que dá a entender que o anfitrião não fez comida suficiente e que as pessoas ficaram com fome portanto, mesmo que a comida esteja deliciosa – ou até tenha sido pouca – o melhor mesmo é deixar um resto de comida no prato. O chefe vai agradecer!

Sal e pimenta no Egito

Já se sabe que gostos não se discutem e embora haja pessoas que gostam da comida mais apurada, o melhor mesmo é que no Egito não peça estes condimentos. Tal ato é sinónimo de que o prato não está bem confecionado e você está a finalizar o mesmo por isso, se não quer ofender, é evitar pedir.

Não lave uma chaleira na China

Por cá já se tinha ouvido falar, mas por um motivo diferente, ou seja, que não se deve lavar a chaleira para não arruinar o sabor do chá, bastando passar a mesma por água. Ora, na China há mesmo a tradição de não se lavar a chaleira para que não se remova a 'alma do chá' (camada que se vai formando no interior) logo, adicionar produtos químicos na lavagem é errado. Quanto muito, após prepararem e beberem o chá, enxaguam ou usam um género de areia para limpar.

Não coloque os 'pauzinhos' à toa no Japão

Os famosos hashi têm uma maneira correta de serem colocados aquando uma refeição. Disponha-os sempre na horizontal em cima da taça de comida ou dos utensílios próprios. Espetar os pauzinhos na comida na vertical é um costume que se faz aquando o funeral de alguém, como tal, o melhor é ter cautela para não causar nenhum tipo de constrangimento.

Garfo na Tailândia? Não, obrigado

Eles só o aceitam para passar a comida do prato para a colher e é esta que deve ser levada à boca. O contrário é considerado mau gosto.

Se adora queijo, o melhor é refrear-se em Itália

Parece incrível, mas é verdade. Um dos países que nos habituou a esta iguaria não encara muito bem o facto de ser pedido queijo para um prato, isto é, um pouco como no Egito com o sal e a pimenta, adicionar queijo a um prato pode significar que não gostou e que quer mudar o sabor.

No Dubai e Cazaquistão, no meio está a virtude

Quando estiver a beber um chá com alguém do país não se espante se lhe servirem uma chávena a meio. Isto indica que o anfitrião quer conversar consigo e vai acrescentando a bebida ao longo da conversa. No entanto, caso lhe sirvam a chávena cheia, pode ser um indicador que a sua visita se está a alongar.

Chá das cinco em Inglaterra

Já se conhece o hábito que os ingleses têm em beber chá e até alguns dos seus hábitos, tais como juntar leite ao chá. Mas sabia que o leite costuma estar frio?! Não obstante, quando mexer na chávena com a colher, evite tocar na mesma. Os ingleses costumam mexer sem fazer nenhum barulho.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.