O quarto dos mais pequenos é quase sempre o seu mundo de fantasia, onde tudo pode acontecer.

Na maioria dos casos, é lá que as crianças dormem, brincam ou estudam, daí que seja importante organizar esta divisão da casa em três áreas distintas, para que haja zonas de maior tranquilidade, ideais para dormir e estudar, e um espaço de brincadeira para as crianças se divertirem.

Escolha móveis simples, com cantos arredondados, coloque travões na gavetas e fixe as estantes à parede de forma a evitar acidentes. Os mais pequenos devem dormir no berço com grades com o mínimo de 60 centímetros de altura e seis centímetros de distância entre as barras.

A mudança para a cama deve dar-se por volta dos dois anos. Nessa altura, pode escolher entre uma cama de criança ou uma de solteiro, sendo que em ambos os casos é aconselhável colocar protecções amovíveis para diminuir a possibilidade de quedas.

No chão, evite alcatifas e tapetes, pois são propícios à acumulação de pó e ácaros, que podem originar alergias respiratórias. Prefira um soalho de material lavável e de fácil limpeza.

Ensine as crianças a arrumar os brinquedos em caixas, porque espalhados pelo quarto podem ser uma fonte de acidentes e quedas. Tenha também cuidado com as janelas. Coloque fechos de segurança para impedir que os mais pequenos as consigam abrir.

Escolha cortinados claros que deixem entrar a luz natural e, no que diz respeito à iluminação artificial, prefira a de parede com focos virados para cima, pois assim a luz fica bem distribuída.

Se os seus filhos tiverem aparelhos eléctricos no quarto não se esqueça de os desligar na tomada sempre que não estiverem a ser usados, pois mesmo desligados criam um campo de electricidade estática nociva para a saúde. Quanto ao aquecimento use-o com moderação e lembre-se que o ar condicionado deve ser alvo de uma manutenção regular para evitar a acumulação de bactérias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.