São tantos modelos de sapatos disponíveis no mercado infantil, que por vezes torna-se complicado escolher. Saiba que o sapato precisa ser confortável, funcional e proporcionar ao seu filho, um crescimento saudável.

O primeiro sapato - Antes da criança começar a dar os primeiros passos o sapato só serve para aquecer e proteger. Nos meses iniciais de vida, os pés têm muita cartilagem e são extremamente sensíveis, por isso, sapatos muito duros podem comprimir ou causar desconforto ao bebé. Opte por aqueles que são mais parecidos com meias.

Sola - A sola do sapato deve ser ao mesmo tempo resistente e flexível para acompanhar os movimentos dos pés. Isso significa, que deve evitar tanto os modelos com sola grossa, mas também também os muito finos que quase não oferecem amortecimento entre o pé e o chão. Como os pés são a base de sustentação do corpo, uma sola má pode causar a longo prazo sobrecarga para os joelhos e a coluna.  Quanto mais reentrâncias tiver a sola melhor, uma vez que facilitam o atrito com o chão e evitam quedas e escorregões.

Material - Opte pelos modelos de camurça, tecido e lona para o dia a dia. São mais flexíveis e mais fáceis de limpar.Deixe os modelos de couro, plástico e verniz para as ocasiões especiais.

Andar descalço - O contacto com vários tipos de solo – frio, quente, de terra, relva – é um ótimo exercício para a sensibilidade da criança, já que os pés estão cheios de pontos sensíveis. Sentir as diferenças de temperatura e textura dos locais onde pisa pode ser um exercício de auto conhecimento. Mas atenção: deve sempre ver se o chão não está demasiado quente ou frio, ou se não tem algo que possa magoar a criança, como picos ou vidros.

Leia mais: Casa à prova de crianças

Calcanhar reforçado - A maioria dos calçados tem um reforço atrás do calcanhar. O ideal é que essa seja a parte mais resistente da peça. Como até aos 5 anos a criança está em fase de intenso desenvolvimento motor, essa parte precisa de ser a mais resistente para ajudar a estabilizar os pés, evitando que eles virem para dentro ou para fora. Deve ter atenção aos modelos de tecido: observe e apalpe para se certificar de que ele oferece firmeza e que seja macio para não ferir o calcanhar.

Não aos sapatos usados - É comum os filhos mais novos usarem as roupas dos mais velhos mas no que toca aos sapatos não é recomendado. Cada pessoa tem um tipo de caminhar que é só seu e, com o uso, ela deixa a sua forma no sapato. Herdar uma peça que já está marcada por outra pessoa pode ser desconfortável e causar bolhas ou unhas encravadas.

Cuidado com a higiene - As crianças transpiram muito. Para evitar fungos e mau cheiro opte por modelos mais arejados e leves. É muito importante guardar os sapatos limpos. Também pode comprar nos hiper mercados produtos que ajudam a higienizar os sapatos.

O que interessa é o bem estar da criança, por isso na hora de comprar um par de sapatos não ligue só à beleza do modelo. Procure sempre o que melhor se adequa ao seu filho e deixe a moda e o estilo para os dias especiais. O melhor, é que as marcas estão cada vez mais atentas a isto e portanto não será difícil encontrar modelos que sejam cómodos e adequados para os pés deles e ao mesmo tempo muito giros para aqueles looks de babar.

Leia mais: Primeiros socorros para crianças

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.