O objetivo dos trabalhos para casa (TPC) é rever conhecimentos e autonomizar a aprendizagem, embora muitas vezes as crianças precisem de uma presença adulta para executá-la. Mas atenção, acompanhar não é o mesmo que executar os trabalhos por eles. Os deveres são para os miúdos, não para si.

O excesso de TPC, a falta de tempo ou dificuldades várias requerem frequentemente uma presença contínua, explicações do conteúdo e, por vezes, aulas paralelas. Pilar García Ceballos, do Centro de Psicologia Cinteco, em Madrid, e especialista em Audição e Linguagem pela Universidade Autónoma de Madrid, dá algumas dicas no La Razón.

  1. A relação pai/mãe-filho pode ser muito afetada quando tudo se centra na escola, por isso, não faça de professor. Essa mistura de pode gerar situações explosivas.
  2. A duração máxima dos deveres na escola primária é estimada em uma hora e meia. Em todo caso, há que desligar nos 45 minutos anteriores à ida para a cama. É preferível deixar trabalho por fazer.
  3. Ajude-o a planear tarefas. Não comece com o tema mais difícil, mas sim com um assunto de dificuldade média e, em seguida, vá aumentando a exigência. Deixe para o fim os exercícios de rotina, mapas, desenhos, etc.
  4. É importante escolher um local de trabalho. Quase todas as crianças têm uma mesa para este fim. Devemos ajudar os mais novos a remover elementos que os distraiam – telemóvel, consolas, televisão, brinquedos. A mesa de estudo não deve estar de frente para a janela.
  5. Importante também é ter um objetivo de trabalho, pois ajuda as crianças a concentrarem-se nas tarefas.
  6. Esteja disponível, mas não controle. A ideia é desenvolver um hábito de estudo que será fundamental no ensino secundário. Acompanhe-o na aprendizagem e esteja presente, quando necessário mas não sempre.
  7. Criem uma rotina diária. É preciso reservar um tempo para as tarefas escolares, incluindo os dias em que não existem TPC.
  8. Fale com os professores com regularidade para perceber que tipo de relação os seus filhos desenvolvem com os docentes e com os companheiros, ou se há algum comportamento fora do normal.
  9. Se durante um trimestre vir que a criança não é capaz de realizar a maior parte das tarefas, é necessário pedir ajuda a um especialista e informar-se sobre as suas dificuldades.
  10. Não permita que o seu filho afirme apenas que estudou – peça-lhe que mostre o que aprendeu.
  11. É importante ler todos os dias. Mas, atenção, faça deste momento uma atividade útil e divertida.
  12. As consequências de não fazer os TPC são muito claras: falta e/ou “recado” na caderneta para ser assinado pelos pais. Em casa, é preciso tomar partido e estar de acordo com as diretrizes dos professores, evitando passar às crianças mensagens contraditórias.
  13. Ensine o seu filho a não fazer nada, a olhar para as formas das nuvens, por exemplo. Sim, isso estimula o crescimento interior e a criatividade.
  14. Converse com ele sobre outros assuntos além da escola.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.