Tomarmos conta de nós próprios tornou-se um chavão, quando se fala em bem-estar físico e mental, que ninguém contesta. Muitas vezes, porém, estes cuidados são associados a mimos como longos banhos de espuma, velas aromáticas e dias inteiros passados em spas – o que, para quem tem filhos, parece uma tarefa impossível.

“Cuidarmos de nós próprios é, hoje, um conceito ligado à ideia de luxo. Os pais e as mães sentem muitas vezes que é uma dimensão completamente inatingível”, afirma Suzy Reading, autora do livro The Self-Care Revolution, citada pela edição londrina do jornal Metro. No entanto, quando se tem filhos pequenos é também quando mais se precisa deste tipo de pausas. “Os adultos queixam-se de que não têm tempo para si próprios, queixam-se de falta de energia e sentem-se completamente stressados”, continua Reading.

Numa tentativa de ajudar as mães mais cansadas, o jornal forneceu algumas pistas para que usufruam de pequenos momentos de prazer no meio das tarefas com a família. São conselhos preciosos, até porque parecem relativamente fáceis de colocar em prática.

Não se esqueça:

  1. Alimente-se adequadamente. Muitos adultos sobrevivem à paternidade e à maternidade com muito café, biscoitos e restos de comida dos filhos. Se quiser ter uma mente saudável, tem de nutrir o corpo. Coma vegetais e proteínas e beba muita água para se manter hidratado.
  2. Maximize os seus cuidados matinais, desfrutando ao máximo do duche, e concedendo-se esse tempo sem pensar em mais nada. Foque-se na sensação da água na pele, no som que produz, e no perfume do gel de banho. Isso transforma uma atividade rotineira num ato de prazer.
  3. Melhore a postura. A forma como posiciona o corpo tem impacto na sua mente e nos seus níveis de energia e de autoconfiança.
  4. Abrace o seu filho. Uma das coisas boas de ser mãe ou pai de crianças é poder ter abraços a toda a hora, por isso aproveite. Lembre-se: para conseguir elevar as hormonas do bem-estar, um abraço tem de durar pelo menos sete segundos (embora o abraço médio não ultrapasse os 2,4…).
  5. Aproveite o ar livre. Está cientificamente provado que o contacto com a natureza potencia o bem-estar mental e físico.
  6. Contacte com pessoas. Ser mãe pode ser uma experiência de isolamento, por isso esforce-se por ter algum contato com o mundo exterior todos os dias, quer seja conversando no parque infantil ou simplesmente partilhando uma piada no Messenger.
  7. Estenda-se no sofá com um bom livro, aproveitando o tempo livre. Esses momentos são um prémio e, durante um bocado, conseguem transferi-la para outra realidade. Além disso, está a dar um bom exemplo aos seus filhos.
  8. Aproveite bem o tempo quando vai à casa-de-banho. Muitas mães brincam dizendo que os únicos momentos de paz ocorrem quando vão à casa de banho – e é verdade. Assim, respire fundo e deixe-se ficar um bocadinho.
  9. Arrumar os brinquedos é visto frequentemente como um mal necessário. Em vez disso, tente reformular a ideia da limpeza como um ato para se cuidar. O ambiente à sua volta tem um impacto poderoso no seu bem-estar. Criar harmonia e ordem deverá fazê-la sentir-se mais calma.
  10. Ria-se! O riso é mesmo o melhor remédio e tem um impacto impressionante sobre o humor. Os filhos oferecem oportunidades em abundância para dar umas boas gargalhadas: faça lutas de cócegas e aproveite todos os momentos de brincadeira – assim afasta o stress e vê o lado positivo da vida.
  11. Mime-se. Pode não ter tempo para uma massagem ou para a manicure, mas porque não usar uma peça de bijuteria de que gosta muito ou aplicar creme nas mãos? O mundo pode esperar por si 60 segundos, não?
  12. Tranquilize-se com música. Faça uma playlist para ouvir enquanto limpa a casa ou conduz, isso pode ajudá-la a sentir-se menos stressada.
  13. Comemore as pequenas vitórias. É importante saborear o momento quando alcança um objetivo, mesmo que seja apenas pôr uma fralda numa criança obstinada. Para bem da sua saúde mental, habitue-se a apreciar as coisas boas da vida. É essencial.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.