Numa cerimónia bastante concorrida, quarenta casais, na sua maioria com idade já avançada, deram o nó, na passada quarta-feira, na Folha Verde, na Matola.

“Sim, aceito...”, foram as palavras que mais se ouviram da boca dos noivos, seguidas da troca de aliança, da assinatura e do beijo da praxe.

Antes do corte do bolo, os quarenta casais apresentaram um número da dança preparado especialmente para agradecer aos responsáveis pela realização dos seus sonhos.

A Folha Verde da Matola, Conselho Municipal da Matola, Gabinete da Primeira-Dama e outras entidades privadas foram os responsáveis pela organização e iniciativa do evento.

“Esta iniciativa surge, anualmente, como forma de responder aos pedidos que nos chegam, de vários casais do nosso município, que sonham em se casar e que não o fazem por falta de condições financeiras”, explica a directora da Folha Verde da Matola, Esperança Mangaze.

Para além dos padrinhos e convidados, a cerimónia civil contou com a presença ilustre do edil da Matola, Arão Nhancale, da governaora da provincia de Maputo, Maria Jonas, secretário adjunto da Frelimo, da directora da Folha Verde, Esperança Mangaze, OMM e outras entidades do governo.

No fim da cerimónia, os noivos cortaram os quarenta bolos oferecidos pela esposa do Primeiro- Ministro Aires Aly.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.