Adele não teve motivos para grandes celebrações neste domingo de Páscoa. Dias antes, a cantora tornou-se o centro de todas as atenções ao anunciar publicamente o seu divórcio de Simon Konecki.

Confirmada a separação, a imprensa começa agora a especular sobre o que será decidido em tribunal após o acordo de divórcio. De acordo com o Daily Mirror, Adele poderá perder pelo menos metade da sua fortuna avaliada, segundo a mesma publicação, em 145 milhões de dólares (128 milhões de euros).

A divisão de bens poderá, ao que tudo indica, beneficiar o empresário pelo facto de o ex-casal não ter assinado qualquer tipo de acordo pré-nupcial.

Recorde-se que Adele e Simon Konecki estavam juntos há sete anos e têm um filho em comum - Angelo, de seis anos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.