O príncipe de Gales procurou pôr termo às preocupações de que poderá ser um rei que interfira ou do género ativista, indicando que não é "assim tão estúpido". As fortes palavras foram proferidas durante um documentário da BBC, que marca o seu 70º aniversário (celebrado no próximo dia 14 de novembro).

Segundo a imprensa internacional, enquanto abordava o seu futuro como rei de Inglaterra, Carlos garantiu que mudará o seu comportamento como rei, mantendo-se afastado dos assuntos que o possam vir a comprometer.

“É importante perceber que só há espaço para um soberano de cada vez. Não dois”, defendeu, em relação às críticas que já ouvira antes.

“Não podes ser o mesmo como soberano se és o príncipe de Gales ou o seu herdeiro. Mas a ideia de que de alguma forma eu irei fazer as coisas exatamente da mesma maneira se for bem sucedido não faz sentido, porque são duas situações completamente diferentes”, sublinhou, acrescentando que quando se chega a um lugar de monarca, então age-se da maneira que é esperada.

“Claramente não irei fazer as mesmas coisas que tenho feito. Vou ter de lidar com parâmetros constitucionais. Mas é uma situação diferente. Acho que as pessoas se esqueceram que ambos [os lugares] são completamente diferentes”, argumentou.

Portanto, se ao longo das últimas décadas Carlos teve de lidar com uma série de situações menos boas pelas opiniões que expressava, o mesmo não irá acontecer quando subir ao trono. “Não. Não continuarei [a agir da mesma forma]. Não sou assim estúpido. Apercebi-me que é algo diferente ser soberano”, completou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.