Heather Morris diz que Lea Michele era uma pessoa "desagradável a trabalhar" quando estava no topo da fama, na série 'Glee'.

Esta quarta-feira - horas depois de Lea ter pedido desculpa pelo seu comportamento após as acusações de Samantha Marie Ware - Heather Morris decidiu partilhar com o mundo a sua própria experiência com a atriz.

"Deixe-me esclarecer: o ódio é uma doença na América que estamos a tentar curar, por isso, nunca desejaria que o ódio se espalhasse para mais ninguém. Dito isto, ela era uma pessoa com quem não era agradável trabalhar? Para a Lea tratar os outros com o desrespeito que ela teve durante tanto tempo, acredito que deve ser exposta", começou por escrever no Twitter.

No entanto, Morris - que fez parte da série - admitiu: "também dependia de nós, porque permitir que isso continuasse durante tanto tampo sem se manifestar é outra coisa que estamos a aprender com o resto da sociedade".

"Mas, neste momento, está implícito que ela é racista e, embora não possa comentar as suas crenças, acho que estamos a assumir, e tu sabes o que acontece quando todos assumimos", concluiu.

Leia Também: Acusada de ter sido racista, Lea Michele emite pedido de desculpa

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.