Estava a melhorar e até gravou um vídeo a explicar o "coquetel de medicamentos" que tinha tomado para recuperar da COVID-19 mas, pouco depois, regrediu. "Voltei a piorar. Sentia-me melhor no fim do tratamento mas, um dia depois, voltei a sentir-me cansado, continuava congestionado, perdi o olfato e, consequentemente, o paladar. Sei que isso também aconteceu a outras pessoas que tiveram sintomas da doença", revelou Daniel Dae Kim nas redes sociais.

"A boa notícia é que não voltei a ter febre. A má é que continuo a não me sentir bem", confessa o ator americano de ascendência coreana de 51 anos, que integrou o elenco da série de televisão "Hawai Força Especial". "O meu médico disse-me que estes sintomas estão associados àquilo que é uma inflamação pós-viral. No meu caso, durou apenas alguns dias. Nalgumas pessoas, pode levar semanas. A parte boa é que estou livre do vírus. O período de autoisolamento acabou e agora estou à solta na selva da minha habitação. Agora, posso explorar livremente locais exóticos como a minha sala, levar o lixo à rua e passear o meu cão", ironizou.

A vontade era tanta que, ontem, o ator de "Lost", "The good doctor" e "New Amsterdam", que anunciou publicamente ter sido infetado pelo novo coronavírus no passado dia 19, aproveitou para dar um pequeno passeio com a mascote nas imediações da casa onde vive, na ilha de Oahu, no Havai, na companhia da mulher, Mia Kim. "Esta será a minha última publicação acerca desta experiência", revelou. "Não se automediquem, por favor", pediu ainda o artista.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.