Há mais de dois meses que anda em ensaios em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, como faz questão de divulgar quase diariamente nas redes sociais, mas, paradoxalmente, não quer que os admiradores mostrem, a partir da próxima semana, imagens do espetáculo que tem estado a preparar. Ao contrário do que é hábito nos concertos musicais, os fãs de Madonna não vão poder gravar o novo concerto da cantora americana.

Telemóveis, smartwatches, câmaras e outros dispositivos de gravação de som e imagem vão ser selados à entrada nas salas de espetáculos intimistas que vão acolher a digressão "Madame X Tour", que estreia na próxima terça-feira, dia 17, na BAM Howard Gilman Opera House. A Ticketmaster, empresa que comercializa o espetáculo, enviou, nos últimos dias, uma mensagem a todos os compradores a avisá-los da interdição.

"Este evento será uma experiência sem telefone. O uso de telemóveis, smartwatches, dispositivos inteligentes, câmaras ou equipamentos de gravação não será permitido no espaço de atuação", refere a comunicação da companhia. Na nova digressão, a artista americana pretende que os espetadores desfrutem dos espetáculos sem distrações, para além de evitar a divulgação maciça de partes do concerto nas redes sociais.

"Após entrar na sala de espetáculos, todos os aparelhos serão selados individualmente numa capa Yondr [bolsa que impede a utilização do dispositivo] e o proprietário permanecerá com eles. Só poderão ser abertos através de um dispositivo especial em áreas designadas", esclarece também o Madonna On Line, um site dedicado à cantora. Os fãs que forem apanhados a infringir serão imediatamente expulsos da sala de espetáculos.

Fãs de Madonna não vão poder gravar novo espetáculo da cantora. Telemóveis, smartwatches e câmaras selados à entrada

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.