Se lhe perguntarmos do que se lembra sobre a 43ª cerimónia de entrega dos Grammys, o mais provável é responder ‘Nada’. Mas se o questionarmos sobre o famoso vestido verde usado nos anos 2000 por Jennifer Lopez, talvez a resposta seja outra.

A criação do famoso vestido verde

A peça foi criada por Donatella Versace e fez parte da coleção primavera/verão 2000 da marca italiana apresentada na Semana da Moda de Milão. No desfile, o vestido foi usado pela modelo norte-americana Amber Valletta que, mais tarde, acabou por protagonizar a campanha da marca.

Feito em chiffon de seda, a peça destacou-se pelo decote pronunciado, transparência e pela parte inferior aberta. O seu padrão verde, que faz lembrar a selva, fez com que ficasse conhecido na imprensa e cultura pop como o ‘jungle dress’. Apesar de ter ficado famoso no ano 2000, a verdade é esta não foi a primeira vez que a peça foi fotografada numa passadeira vermelha. Mas isso explicamos a seguir.

À quarta é de vez? Jennifer Lopez não foi a primeira mulher a usar o vestido em público

Depois de Amber Valetta, Donatella Versace foi a segunda mulher a vestir a criação num evento público. De acordo com o site Page Six o vestido foi o look escolhido pela estilista, em 1999, para o famoso Baile do Met, que acontece todos os anos no primeiro domingo de maio, em Nova Iorque.

Em janeiro do ano seguinte a peça foi emprestada a Geri Halliwell – a ex-Spice Girl que na altura se tinha lançado a solo - que a usou durante a cerimónia dos NRJ Music Awards que tiveram lugar em Cannes. E a 23 de fevereiro de 2000 foi a vez de Jennifer Lopez.

Na véspera da 43ª cerimónia dos Grammys, a estilista pessoal da artista, Andrea Lieberman, só tinha disponíveis duas opções de looks para o evento de música: um vestido branco e o famoso vestido verde Versace.

Apesar de já ter sido usado publicamente por outras celebridades em eventos, isso não demoveu Jennifer Lopez de usar o intitulado ‘jungle dress’ que fez com que o seu look fosse o mais falado da noite, exposição mediática que continuou depois do evento e, quiçá, até aos dias de hoje. O mais curioso é que a peça esteve quase para não chegar às mãos da equipa da artista.

“Cometi um erro e enviei-lhe esse vestido. [J.Lo] Ligou-me e disse ‘O que é que faço? O vestido é tão aberto.’ Eu disse ‘Coloca fita adesiva dupla!’ Não fazia ideia de que o vestido iria 'explodir' daquela maneira”, recordou Donatella sobre o famoso look durante uma palestra realizada, em 2016, durante a digressão do seu livro ‘Versace’.

O vestido que enlouqueceu a imprensa, os fãs e levou à criação do Google Images

Jennifer Lopez em Versace. A história do vestido verde que deu origem ao Google Images
créditos: VINCE BUCCI / AFP

O evento foi importante para Jennifer Lopez que, nesse ano, estava nomeada para o Grammy de ‘Dance Recording’ com a música ‘Waiting for Tonight’. No seu canal oficial do Youtube, a artista recordou o momento em que chegou à passadeira vermelha acompanhada de P. Diddy, com quem namorou entre 1999 e 2001.

“É engraçado porque quando começámos a entrar, comecei a ouvir um burburinho… E pensei ‘Quem será que está aqui? O que está a acontecer?’ Comecei a olhar à minha volta e pensei que tinha de estar alguém famoso atrás de nós ou algo parecido. E percebi que as pessoas começaram a abrir caminho e que quando chegamos à red carpet foi um frenesim… Os flashes começaram a disparar de uma forma que não é normal. Havia uma energia cinética e pensei ‘Mas que raio se passa?’ Não fazia ideia que era por causa do vestido”, revelou no vídeo intitulado “Moments of Fashion: The Versace Dress”.

A cantora subiu ao palco para apresentar o primeiro prémio da noite juntamente com o ator David Duchovny que proferiu as seguintes palavras: “Esta é a primeira vez, em cinco ou seis anos, que tenho a certeza de que ninguém está a olhar para mim.”

Jennifer Lopez Grammys 2000 Jennifer Lopez Grammys 2000
créditos: GIPHY

Em 2015, Eric Schmidt, charmain da empresa Google, explicou em entrevista ao site Project Syndicate que o buzz em torno do vestido foi tão grande que levou a que a empresa criasse algo que, até à data, não existia: uma plataforma onde as pessoas pudessem pesquisar imagens.

“Isto tornou-se aparente depois dos prémios Grammy nos anos 2000, onde a Jennifer Lopez usou um vestido verde que... bem... captou a atenção mundial. Naquela altura, era o texto de pesquisa mais popular que já tínhamos visto. Mas não tínhamos maneira de dar aos utilizadores aquilo que queriam: a JLo a usar aquele vestido. Foi assim que nasceu a pesquisa de imagens da Google”, referiu.

O vestido que se tornou uma referência no mundo da moda

Jennifer Lopez, que descreveu os Grammys como ‘o meu maior momento de moda’,  considera que marco na sua carreira serve para mostrar o poder desta indústria. “Eu sei que, por vezes, as pessoas tornam-no em algo frívolo mas isto inspira as pessoas. Proporciona um momento bonito ao mundo. E muda o estilo. Um vestido pode mudar a trajetória de como as pessoas se vão vestir nos próximos 10 anos. A moda pode ter um impacto extremo”, referiu a artista sobre o vestido. E não estava errada.

Jennifer Lopez Luh Ya Papi Jennifer Lopez Luh Ya Papi
créditos: GIPHY

Com o passar dos anos o famoso padrão foi sendo adaptado e relançado pela Versace, como é possível ver em alguns dos looks usados pela artista ao longo da sua carreira. Em 2014, Jennifer Lopez vestiu um body inspirado no vestido durante uma atuação no Bronx e, meses mais tarde, um macacão no videoclip da música ‘Luh Ya Papi’.

Em 2018, a Versace decidiu pegar na “icónica silhueta Versace tornada famosa por JLo” e lancá-la num padrão diferente: o pop arte Love Versace. “Um modelo usado novamente por Amber Valletta que apareceu pela primeira vez com o green jungle dress no desfile primavera/verão 2000 da Versace”, pode ler-se na conta de Instagram da marca sobre o vestido que integrou as propostas Pre-Fall 2019 apresentadas em Nova Iorque.

De forma a comemorar os 50 anos de Jennifer Lopez, a Versace associou-se à marca Concept para um lançamento muito especial: criar uns ténis com o famoso padrão verde usado pela contora e atriz. Segundo a revista People, o modelo, de edição limitada, já está à venda online pelo valor de 1075 dólares (cerca de 960€).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.