Michele Koebke, de 24 anos, quer bater o recorde da cintura mais fina do mundo. Para alcançar o seu objectivo, tem usado um espartilho de dia e de noite durante os últimos três anos. Só retira a peça quando vai tomar banho.

Michele é uma grande fã da silhueta vespa, uma moda do século XVI quando as mulheres usavam espartilhos apertados para reduzir a cinturas e alcançar uma aparência semelhante ao corpo segmentado da vespa.

Embora nem todos gostem de cinturas deformadas, Michele Koebke tem milhares de simpatizantes, especialmente no YouTube, onde regularmente coloca vídeos para documentar a sua transformação, e também no seu perfil no Facebook, onde publica fotos regularmente. A jovem está determinada a continuar a usar espartilhos, pelo menos até atingir 38 centímetros.

Durante os últimos 3 anos, Michele conseguiu diminuir a cintura de 64 centímetros para 44 centímetros, o que lhe dá esperança de que possa um dia superar o seu ídolo, Cathie Jung, cuja cintura de 34 centímetros - há quem diga que tirou ossos das costelas - é, actualmente, considerada a mais fina.

Embora admita que apertar gradualmente o corpo com espartilhos cada vez menores é como se particasse um desporto radical, deixando-a sem fôlego e incapaz de consumir uma refeição normal, a jovem berlinense diz que ama a sua cintura bastante deformada.

Infelizmente, este fascínio doentio está a trazer-lhe muitos problemas de saúde. Vestir esta espécie de colete durante tanto tempo enfraqueceu os músculos abdominais de Michele que começa a ter problemas para se manter em pé quando não está a usar a peça. O seu estômago foi empurrado para fora da sua posição horizontal normal e agora está tão apertado que ela tem que comer até 10 pequenas refeições por dia, em vez das três habituais.

Veja as fotos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.