A digressão mundial de Céline Dion enfrenta mais um obstáculo depois de a cantora ter sido obrigada a adiar alguns espetáculos devido a uma infeção na garganta no início da semana.

Agora foi um membro da equipa da tourné 'Courage' que foi atingido durante a passagem por Montreal. Um dos funcionários de palco foi eletrocutado enquanto ajudava a montar o espetáculo.

"Foi eletrocutado esta semana no Bell Centre quando trabalhava nuns cabos 15 metros acima do palco", revelou uma fonte ao Page Six. "Foi atirado cá para baixo, deslocou o ombro, mas foi apanhado pela rede de segurança e sobreviveu", acrescentou.

À mesma publicação uma fonte da cantora canadiana confirmou o incidente referindo que o homem "está no hospital e está bem". "É irónico que tenha acontecido na mesma semana em que ela ficou doente", disse ainda.

A digressão mundial, que teve início a 18 de setembro de 2019 e vai acabar exatamente um ano depois, é a primeira que Céline Dion faz em mais de uma década. Conta com 113 concertos, mas deixa Portugal de fora.

Leia Também: Céline Dion responde a críticas por causa da sua magreza

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.