Pamela Anderson falou abertamente sobre o que pensa em relação aos movimentos e ações feministas, nomeadamente o ‘Me Too’.

Apesar de se considerar uma feminista, a atriz não deixa de referir que muitas vezes “o feminismo pode ir longe demais”.

“Sou feminista, mas acho que essa terceira onda do feminismo é uma chatice”, afirmou no programa ‘60 Minutes’. “Desculpem-me, mas acho que o movimento #MeToo é um pouco demais para mim”, acrescentou, dizendo logo de seguida na brincadeira: “Acho que vou ser morta por dizer isto”.

Mesmo depois de reconhecer a gravidade da situação, Pamela continuou a expressar a sua opinião sincera sobre o assunto. “A minha mãe ensinou-me a não ir para um hotel com um estranho ou se alguém atende a porta em roupão num encontro de negócios, talvez deva ir com mais alguém. Acho que algumas coisas são apenas de senso comum”, explicou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.