Paris Jackson é das mais recentes figuras públicas a lamentar a morte do homem afro-americano George Floyd, durante uma detenção nos Estados Unidos.

"Estou com o coração partido por ter sido levada mais uma vida inocente, sem motivo. Pelo o que percebi, era um homem bom, um homem de paz", começou por escrever na sua página de Instagram, referindo de seguida que este episódio já aconteceu várias vezes nos EUA e que "nada mudou".

"Quantos George Floyd? Quantos mais Trayvon Martin? Em 2015 houve mais de 100 afro-americanos desarmados que foram mortos e baleados, e tenho a certeza que esse número só aumentou desde então. Isto não está certo", continuou, criticando de seguida os que viram e partilharam repetidamente as imagens na Internet.

Recorde-se que foi divulgado um vídeo que mostra um polícia com o joelho no pescoço de George Floyd durante a detenção. Nas imagens, a vítima pediu várias vezes ajuda e dizia que não conseguia respirar.

"O que também não está bem são as pessoas que publicam os vídeos... [...] Isto acontece há muito tempo. É desrespeitoso explorar este bom homem nos seus últimos momentos. Especialmente porque a maioria das pessoas publica o vídeo e depois esquecesse dele até que outro crime semelhante aconteça", acrescentou.

Veja a publicação na íntegra:

Leia Também: Nuno Markl revoltado com caso da morte de homem negro desarmado nos EUA

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.