O facto de ser rainha de Inglaterra levou a que Isabel II tivesse de lidar com centenas de pessoas durante toda a sua vida, contudo, sempre que conseguiu, esta não deixou de evitar encontros indesejáveis, pelo contrário. Num documentário televisivo intitulado - 'Our Queen: Inside the Crown' - foi revelado que a monarca de 94 anos chegou a esconder-se dentro de um arbusto para evitar o ditador romeno, Nicolae Ceaușescu.

O político foi a Inglaterra no âmbito de uma visita de Estado com a respetiva mulher, Elena, em 1978, e de forma a cumprir o seu dever, Isabel II e o marido, Filipe de Edimburgo, encontraram-se com o casal numa estação de comboios, levando-os até ao Palácio de Buckingham.

Ora, apesar desta aparência de boa anfitriã, houve uma altura em que Isabel II não aguentou mais e 'desapareceu'.

"Na ocasião em que estavam hospedados, ela levou os corgis [os seus cães] a dar uma volta aos jardins do palácio, quando viu os Ceaușescus a chegar do outro lado", referiu Robert Hardman, conforme nota a revista People.

"Ela pensou, 'não consigo mesmo falar com eles cara a cara', por isso, pela primeira vez na sua vida, escondeu-se num arbusto dos jardins do palácio para evitar os convidados", adianta.

David Owen, antigo político inglês, acrescentou: "A rainha aguentou pessoas diferentes, mas os Ceaușescu foram demasiado para ela... deixou bem claro que não gostou da visita!".

Leia Também: Coisas surpreendentes possuídas pela rainha Isabel II

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.