São muitas as perguntas que se colocam: quem devo convidar? Todos os convidados devem poder levar a família? Se eu convidar uma das minhas colegas tenho de convidar todas? Será que é mesmo preciso convidar os nossos primos em terceiro grau?

As coisas tornam-se ainda menos lineares quando noivo e noiva discordam a respeito de uma ou mais pessoas. E pior quando se sentem na obrigação de convidar pessoas que, na verdade, não fariam questão de ter com eles no seu grande dia. É um desafio, sim! Mas não o dramatize. Para a ajudar criamos um fluxograma simplista que pode usar sempre que tiver dúvidas se deve ou não convidar uma pessoa para estar consigo no dia do seu casamento. Ora veja:

Quem vai convidar para o seu casamento? Descubra como fazer a lista de convidados

Durante os meses de preparativos do seu casamento, algumas das pessoas com quem convive vão oferecer-se para ir ao seu casamento, criando algum desconforto se não estiver interessada em tê-los consigo no seu grande dia. Estamos a falar de familiares afastados, de alguns colegas de trabalho e até antigos amigos com quem já não mantém uma relação próxima. É normal que sinta algum embaraço nestas situações, mas é importante que se mantenha fiel à lista de convidados que definiu com o seu futuro marido. Para minimizar os problemas que podem advir da constituição da sua lista certifique-se que cumpre pelo menos cinco outros passos, depois de usar o fluxograma.

1. Seja honesta

Quem vai convidar para o seu casamento? Descubra como fazer a lista de convidados
créditos: Arte Magna Fotografia

Na hora de definir as pessoas que fazem parte da sua lista de convidados, deixe a modéstia e a generosidade de parte. Não estenda o convite a pessoas com as quais não quer mesmo estar nesse dia nem se deixe convencer que tem obrigações para com terceiros. O dia do seu casamento é sobre si e é seu para partilhar com as pessoas que ama.

2. Se escolheu um casamento intimista, limite a lista de convidados

Uma festa pequena tem cerca de 50 pessoas ou menos. Estabeleça o seu limite e seja inflexível! Parta deste princípio para fazer a sua lista e se alguém que não constar da sua lista lhe perguntar pela razão, explique que escolheu um estilo de casamento mais simples no qual contará apenas com a presença dos familiares e amigos mais próximos.

3. Peça a opinião dos seus pais e dos seus sogros

Quem vai convidar para o seu casamento? Descubra como fazer a lista de convidados
créditos: Ludgi Fotógrafos

E este ponto é especialmente importante se forem eles quem irá pagar as despesas do evento. Os seus pais e sogros podem ajudar a reduzir a lista de familiares mais importantes para ter consigo no grande dia. A opinião deles conta.

 4. Evite convidar antigos namorados

Se optou por um casamento intimista, tente não incluir pessoas que podem causar algum desconforto ao seu noivo ou à família deste. É saudável que mantenha uma relação amigável com o seu ex-namorado e querer, genuinamente, que ele esteja consigo num dia tão importante, mas procure gerir os seus sentimentos e ter em conta os sentimentos da sua nova família também.

5. Só convide o seu chefe se este fizer parte do seu núcleo de amigos íntimos

Quem vai convidar para o seu casamento? Descubra como fazer a lista de convidados
créditos: Ludgi Fotógrafos

Há um ditado que diz "amigos, amigos, negócios à parte". E tem o seu 'quê' de verdade. Claro que deverá informar o seu chefe que vai casar (até porque tem direito a duas semanas extra de férias em virtude do casamento) mas isso não significa que este deverá fazer parte da lista de convidados.

Podíamos continuar a dar-lhe uma série de dicas e regras sobre como conseguir uma lista de convidados perfeita. Mas a verdade é que há apenas uma questão que deve colocar-se na hora de incluir ou excluir uma pessoa da lista de convidados do seu casamento: "Quero partilhar este momento tão especial com esta pessoa e inclui-la para sempre nas memórias do dia mais feliz da minha vida?" Tão simples como isso!

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.