O comércio da roupa desportiva é um mercado em crescimento e a culpa não é só da corrida aos ginásios.

As peças são cada vez mais utilizadas durante o dia e nas saídas à noite por quem quer adoptar um look jovem e urbano (mesmo que não tenha queda para o desporto). As marcas desportivas já perceberam esta tendência e estão a apostar no desenvolvimento de peças cada vez com mais estilo.

«Nas lojas exclusivamente de material desportivo há cada vez mais peças que não parecem de desporto e que podem ser usadas e conjugadas com outras fora do ginásio. O leque e as possibilidades de coordenação são muito vastos. É tudo uma questão de estilo e de conjugação», comenta Helena Carmona, consultora de imagem.

Os clássicos

Inicialmente desenhados para a prática de desporto, os ténis são o maior exemplo de como este tipo de peças pode ser adoptado no dia-a-dia, fora dos recintos desportivos.

«Hoje em dia este calçado faz parte de qualquer guarda-roupa urbano, chegando até a ser usado com fatos de executivo», refere a consultora de imagem. Também as camisolas, modelo pólo, são há muito um must-have no guarda-roupa masculino, dentro ou fora do campo de golfe ou court de ténis.

Por seu lado, os vestidos, com gola do tipo pólo para senhora, nunca foram tão populares como agora, levando várias marcas a apostar nesta peça. Basta adicionar um casaco de ganga e trocar os ténis por umas sandálias, para criar um visual de vencedora (mesmo nos dias em que não vai jogar).

Conforto e estilo

Ao combinar as peças de desporto com outras mais glamorosas é possível também obter um resultado sofisticado para usar no emprego ou numa saída à noite. «À partida, todos os artigos desportivos podem ser usados fora do ginásio, desde que se tenha bom-senso e criatividade», comenta Helena Carmona.

O uso e mistura dessas peças depende muito do estilo e da profissão de cada um. «Não imagino, por exemplo, um advogado usar um fato com ténis, mas já vejo um publicitário a fazê-lo com a maior naturalidade», refere.

«Também não vejo uma executiva ir para uma reunião de negócios de leggings, mas uma produtora de moda já o faria com toda a tranquilidade», acrescenta ainda. Use o seu bom senso e experimente diante do espelho até obter a imagem certa.

Texto: Vanda Oliveira com Helena Carmona (consultora de imagem)

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.