1. Escolha a farinha certa

Todos os tipos de farinhas têm uma quantidade diferente de glúten. Este vai decidir a densidade e textura do bolo. Por exemplo, se a intenção for obter um bolo leve e arejado, opte por farinha de trigo. Pelo contrário, para obter um bolo denso ou firme, a farinha de pão deve ser a escolhida.

2. Use ingredientes frescos

Pode parecer uma evidência o facto de usarmos ingredientes frescos. Contudo, não nos referimos apenas à fruta pois, muito madura, não acresce na qualidade do bolo. O fermento em pó, o bicarbonato de sódio, dentro dos seus prazos de validade, são uma mais valia para o bolo.

3. Não abuse do fermento ou do bicarbonato de sódio

É uso dizer-se que “não se fazem omeletes sem ovos”. Porém, há que saber quantos ovos usar. O mesmo se passa com o fermento e o bicarbonato de sódio. Mais, pode ser menos. Excesso destes ingredientes obriga o bolo a crescer ao ponto em que, o ar criado no seu interior, fá-lo abater. Siga as indicações da receita e, retenha que se esta pede um tipo específico de fermento, há que usá-lo.

4. Meça com precisão

Um bolo que assa no forno é um processo complexo. Se na chamada cozinha de tacho o rasgo de criatividade pode sair em abono do cozinheiro, na pastelaria as contas são outras. Assim, siga a receita ao grama, use as proporções exatas de ingredientes como farinha, açúcar, água, leite, fermento em pó, amido, etc. No final, o seu bolo pode estar muito seco ou quebradiço devido às medidas incorretas. Copos de medição e a balança de cozinha são instrumentos muito úteis em pastelaria.

5. Misture bem

Não gostamos de ver, mas é um facto que ao retirarmos o bolo do forno, constatamos que se assemelha à superfície lunar, com uma enorme cratera. Como se usa dizer, “o bolo afundou”. Há uma solução para o problema, garantir que envolve bem todos os ingredientes da massa. Deve obter uma massa macia e homogénea. Mas, atenção, envolver bem não significa fazê-lo com a energia de uma central elétrica. Se o fizer à mão, envolva em movimentos suaves, especialmente depois de acrescentar a farinha. No robô, programe-o para a velocidade mínima.

6. Cuidado com a temperatura do forno

Siga à risca as indicações de temperatura do forno da receita. Temperatura acima da indicada provoca o rápido crescimento do bolo, abatendo o topo para o interior. Pré-aqueça o forno, á temperatura indicada, pelo menos 20 a 30 minutos antes de aí levar o bolo.

7. Está pronta a massa? Forno com o bolo

Assim que obter a massa como atrás indicado, deve verter na forma e levar imediatamente ao forno pré-aquecido. O fermento irá reagir assim que entrar em contacto com os outros elementos. O bicarbonato reage ao contacto com ingredientes ácidos. Logo, não deixe a massa descansar fora do forno.

8. Depois de assado, o bolo deve descansar

É tentadora uma fatia de bolo ainda quente. Contudo, se a intenção é decorar o bolo, dê-lhe descanso, ficando a arrefecer. Colocar elementos decorativos no bolo com este ainda quente pode levá-lo a afundar ou rachar.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.