Em destaque

Croissants caseiros

Uns croissants caseiros excelentes para um pequeno-almoço em casa, acompanhados de manteiga e compota, ou para o lanche, com uma fatia de queijo e outra de fiambre, aquecidos na torradeira. A receita é do chefe de cozinha Rui Ribeiro que nos deixa dicas para congelar os croissants, degustando-os mais tarde.

Ingredientes

Farinha T65 500 g
Leite morno 250 ml
Fermento de padeiro fresco 15 g, ou 5 g de seco
Açúcar 50 g
Ovo 1
Sal fino 5 g

Montagem

Manteiga amolecida para as camadas 50 a 60 g
Gema de ovo 1

Preparação

Comece por colocar a farinha em cima da bancada da cozinha limpa.

Forme uma cavidade no centro, adicione o açúcar, o leite, a manteiga e o ovo. Tenha o cuidado de reservar cerca de 30 ml do leite já medido.

Esfarele, por cima, o fermento e comece a amassar, puxando a farinha para o centro.

Adicione o sal e continue a misturar todos os ingredientes. Se a massa estiver demasiado seca, adicione o leite reservado.

Deverá trabalhar a massa até que esta se descole das mãos e da bancada, evitando adicionar mais farinha.

Se utilizar a batedeira, deverá colocar todos os ingredientes na taça e trabalhar com o gancho/espiral de amassar, durante uns dez minutos numa velocidade baixa.

Assim que a massa estiver lisa e elástica, forme com ela uma bola e deposite-a num a taça previamente untada com um pouco de óleo.

Tape com película aderente ou com um pano e deixe repousar por cerca de duas horas a temperatura ambiente.

Quando a massa tiver duplicado o seu volume, pese-a e divida em oito porções com o mesmo peso/tamanho.

Forme bolas e comece a esticar até obter um círculo com cerca de 30 cm. Pode polvilhar com um pouco de farinha, mas evite-a ao máximo.

Pincele o seu disco de massa com um pouco de manteiga amolecida e repita o processo, acamando os discos de massa uns em cima dos outros. Não pincele a última camada.

Estenda agora este amontoado de camadas de massa até obter um círculo com cerca de 1 cm de espessura.

Ajudando-se de uma régua e de uma faca afiada ou de um cortador de pizza, divida o círculo de massa em 12 partes. O mais fácil é dividir em quatro e, depois, cada quarto em três.

Faça um pequeno corte na base de cada triângulo para ajudar a formar as “orelhas” do croissant.

Enrole cada triângulo, esticando as pontas, dando forma aos croissants.

Distribua os croissants por dois tabuleiros forrados com papel vegetal para que estes fiquem bem espaçados.

Cubra com um pano e deixe repousar até os croissants duplicarem o seu tamanho. Pode recorrer ao forno se este tiver função de levedar ou, então, pré-aquecê-lo nos 50 ºC, desligar e deixar apenas a luz acesa.

Pré-aqueça o forno nos 200 ºC.

Dilua a gema num pouco de água ou leite e pincele os seus croissants, com cuidado, antes de os meter no forno.

Depois de colocar os croissants no forno, reduza a temperatura para os 180 ºC e deixe cozer por cerca de 20 minutos, ou até que tenham um tom dourado.

Notas: Se quiser desfrutar de uns deliciosos croissants acabados de fazer, mas sem ter sempre esta trabalheira, pode, depois de lhes dar a forma, dispô-los num tabuleiro e levar ao congelador. Assim que estiverem congelados, retire-os do tabuleiro e guarde num saco com fecho hermético dentro do congelador.

Quando quiser croissants ao pequeno almoço, basta retirá-los do congelador na noite anterior e deixar descongelar no frigorífico. De manhã, retire-os do frigorífico e deixe-os à temperatura ambiente enquanto aquece o forno.

Pode também congelar os croissants depois de prontos, embrulhando-os individualmente em película aderente. Depois, basta descongelar a temperatura ambiente, ou no forno pré-aquecido.

Se os seus croissants já tiverem vários dias, aqueça-os na torradeira, ficam uma delícia! Ou, então, utilize-os para preparar um pudim

Receita do parceiro

Em destaque

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.