Um serviço de emergêcnia confirmou que a mulher foi declarada morta por paramédicos que auxiliaram os envolvidos num acidente nos arredores de Carletonville, no sudoeste de Joanesburgo, na madrugada de 24 de junho.

Depois, o pessoal forense da morgue percebeu que a mulher estava viva após permanecer várias horas no refrigerador onde puseram os cadáveres de outras duas vítimas do acidente.

Aberta investigação nos serviços de emergência 

"Seguimos os nossos procedimentos, não temos ideia de como isto aconteceu", disse à AFP o gerente de operações do serviço de emergência, Gerrit Bradnick.

Após ser encontrada viva, a mulher foi levada para o hospital de Carletonville.

Os socorristas afirmam que quando a atenderam após o acidente, a mulher não tinha sinais vitais.

"Foram feitas todas as verificações que se devem fazer, respiração, pulso, por isso a paciente foi declarada morta", indicou.

A empresa de emergência abriu uma investigação para apurar a origem do erro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.