A agência meteorológica espanhola AEMET indicou no seu último boletim que a temperatura "ultrapassará os 35ºC em grandes zonas do interior peninsular; inclusivamente é bastante provável que a temperatura atinja ou ultrapasse os 40ºC em áreas do centro", e por isso lançou um alerta de onda de calor.

"É provável que as altas temperaturas persistam, pelo menos, até domingo. Não se descarta que possam prolongar-se durante os primeiros dias de julho em algumas zonas", acrescentou a agência espanhola.

"Espera-se que as temperaturas atinjam valores significativamente altos de forma quase generalizada na Península e (ilhas)  Baleares", indicou.

"A maior probabilidade de que se ultrapasseos 42ºC de forma bastante generalizada corresponde ao vale do Ebro durante quinta, sexta e sábado", indicou a AEMET.

Em França, a onda de calor pode elevar os termómetros a 40ºC em várias regiões a partir de terça-feira, até na capital, Paris, onde o plano canícula de nível 3 (sobre um total de 4) foi lançado.

França teme uma repetição da canícula de 2003, denominada "verão assassino", que causou a morte de 15.000 pessoas entre 4 e 18 de agosto daquele ano.

"Salas refrescadas" em lugares públicos, bebedouros temporários e vaporizadores de água, abertura noturna de parques e jardins e instalação de ventiladores em creches e escolas fazem parte das medidas previstas em Paris pelo plano canícula.

A Bélgica emitiu uma advertência de "forte calor", e prevê "máximas de até 34 ou 35 graus" a partir de terça-feira, segundo o Instituto real meteorológico.

A Alemanha espera um novo "recorde de calor", não só em junho mas também durante todo o verão, que poderá ultrapassar os 40,3°C registados em julho de 2015 na Baviera.

Referindo-se a um "ar proveniente do (deserto do) Saara", a agência Deutsche Wetter prevê "pelo menos uma semana" de muito calor.

O Reino Unido preocupa-se com as "tempestades violentas" e lançou alertas para segunda e terça-feira. Está previsto "um tempo quente, húmido e instável", segundo o site MetOffice.

E em Portugal?

Portugal continental e ilhas não sentirão da mesma forma os efeitos da onda de calor. Para hoje estão previstos períodos de chuva até ao início da tarde, sendo em especial nas regiões Norte e Centro e em geral fraca. O vento será fraco.

O céu manter-se-á muito nublado, diminuindo a nebulosidade a partir da tarde. Prevêem períodos de chuva até ao início da tarde, sendo em especial nas regiões Norte e Centro e em geral fraca.

Segundo a meteorologista Paula Leitão, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), está ainda prevista uma pequena descida da temperatura máxima, em especial nas regiões do interior.

Amanhã as temperaturas voltam a subir, com diminuição da probabilidade de chuva. Será uma semana com o estado do tempo bastante instável, havendo previsões de melhorias apenas a partir de quinta-feira.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.