Lá porque está confinado em casa, não tem forçosamente de passar o tempo sentado no sofá, sobretudo se não estiver em regime de teletrabalho. A pandemia de COVID-19 que está a isolar os portugueses em casa não tem de ser uma desculpa para o desleixo nem para a preguiça. No interior da sua habitação, há regras que deve seguir para proteger a sua saúde do sedentarismo e também para valorizar a sua imagem e não chegar ao fim com peso a mais.

1. Frutas e legumes saborearás

Os frutos e os legumes têm a vantagem de serem pouco calóricos e de se poderem, em muitos casos, saborear crus. Contêm ainda vitaminas essenciais e fibras indispensáveis ao equilíbrio do organismo. No caso de ter menos acesso aos frescos, opte pelos seus congelados ou até pelos que se vendem em conservas. As algas alimentares, os legumes do mar como muitos lhes chamam, são ricas em minerais e em fibras, que também lhe conferem mais vitalidade.

2. Menos gorduras comerás

Uma torrada sabe sempre bem e tem a vantagem de se preparar em minutos mas não exagere. Diga não às manteigas e aos óleos e também não exagere no azeite. Evite os pratos com molhos, os enchidos e os produtos industriais processados, assim como os bolos, as bolachas e os chocolates, tradicionalmente muito calóricos. Reduza também o consumo de carne, sobretudo de vaca e de porco. Dê preferência a peixes ricos em ácidos gordos essenciais.

3. Do açúcar desconfiarás

Deve evitar os bolos, os doces e todas as outras guloseimas açucaradas ao longo de todo o ano. Isso não será propriamente uma novidade para si mas, em tempo de isolamento social, passando mais horas fechado em casa, é importante não abusar. Nos momentos de exceçãp, dê preferência à frutose, o açúcar natural da fruta. Os adoçantes, apesar de não serem consensuais para muitos especialistas, são um aliado do seu peso a ter em conta nesta fase.

4. Boas proteínas escolherás

As proteínas são indispensáveis ao funcionamento das células e, consequentemente, do organismo. As aves e os laticínios, desde que ingeridos com conta, peso e media, são aliados da sua saúde e do adelgaçamento que ambiciona. Os peixes e os crustáceos devem, todavia, ser a base do seu regime alimentar, como defendem inúmeros nutricionistas. As proteínas vegetais do tofu, do seitan e dos derivados da soja são outras opções a considerar.

5. Das féculas te servirás

Os cereais, o pão escuro, as batatas e os legumes secos, como o feijão, o grão e a lentilha, devem representar a maior parte do seu aporte de calorias quotidiano, ainda que não deva abusar das quantidades em tempo de confinamento, como também sucede noutras épocas do ano. No entanto, é importante não os misturar com matérias gordas. A manteiga, a margarina, os óleos e até o azeite devem ser adicionados com parcimónia e (muito) equilíbrio.

6. Não petiscarás

Apesar de estar confinado em casa, não se deixe tentar pela proximidade do frigorífico e da despensa. Defina períodos exatos para as refeições e, a partir daí, não facilite. Em vez de um bolo ou de uma torrada a meio da manhã ou ao lanche, opte por uma peça de fruta ou um iogurte ou ingira um pequeno punhado de frutos secos e um copo de leite. Para evitar tentações, não mantenha batatas fritas, chocolates, bolachas e snacks industriais salgados no lar.

7. De manhã muita energia ingirás

Após uma noite de sono reparadora, o organismo necessita de recuperar. Adiar ou até mesmo saltar o pequeno-amoço está completamente fora de questão, pelo que é necessário comer. Os laticínios, os cereais e a fruta são a garantia de uma escolha inteligente e equilibrada para um dia ativo. Os sumos, os batidos e os smoothies de fruta natural, idealmente descascada para evitar contaminações, são opções repletas de vitaminas e minerais essenciais.

8. Muita água beberás

Beber cerca de um litro e meio de água por dia é necessário, nesta e em todas as outras alturas do ano, independentemente de estar em casa ou de andar na rua. Hidratar-se é essencial, ainda para mais nesta fase. Os refrigerantes e o álcool reservam-se, todavia, apenas para situações excecionais. Privilegie a água mineral e as infusões no dia a dia. Sempre que for lavar as mãos, habitue-se a beber um gole de água ou até mesmo um copo.

9. Todos os dias exercício farás

A Organização Mundial de Saúde recomenda-o e, em Portugal, a Direção-Geral da Saúde também. Mesmo confinado em casa, mexa-se. Uma atividade física diária, ainda que ligeira, permite-lhe, para além de combater o sedentarismo e de melhorar a sua saúde mental, perder algumas calorias e evitar um ganho de peso. Nas redes sociais, na internet e em aplicações móveis, são muitos os profissionais do desporto que disponibilizam planos de treino e até aulas.

10. O bem-estar não descurarás

Em tempo de isolamento social, a par da sua saúde física, é também essencial não descurar a sua saúde mental. Para além de ver filmes e séries e de ouvir música ou ler um livro, faça ioga ou meditação e transforme a sua casa de banho num spa. Tomar um banho de espuma, fazer uma esfoliação ou aplicar uma máscara são momentos de relaxamento que vão tornar o(s) seu(s) dia(s) melhor(es). Ao fazê-lo, privilegie produtos com aromas do seu agrado.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.