Um dos pilares da prevenção é a nutrição. Para cuidar da saúde renal, deve ter em conta as seguintes recomendações.

1. Controle o consumo de sal

Deve consumir até 5 gramas de sal por dia ou menos se tiver hipertensão arterial. Para limitar ao máximo o consumo de sal, evite os alimentos processados e não acrescente sal aos alimentos. Para poder controlar o sal que ingere é fundamental que leia os rótulos dos alimentos e verifique a quantidade de sódio (Na) que estes contêm. Na rotulagem a referência utilizada sobre a composição nutricional dos alimentos é o sódio. Tenha em conta que a sua ingestão diária não deverá ultrapassar 2400 mg.

- Alimentos com elevado teor de sódio: Enlatados, conservas, enchidos, fumados, manteiga com sal, azeitonas, pickles, queijos, bacalhau seco e salgado, alimentos instantâneos (como sopas e pudim), massa de alho, massa de pimentão, bebidas com gás, caldos de carne/peixe/vegetais embalados, molhos embalados, algumas bolachas (aveia), batatas fritas de pacote e aperitivos salgados, alimentos congelados e pré-confeccionados, refeições prontas e embaladas e fermento em pó.

- Em alternativa ao sal e para dar mais sabor à comida utilize: azeite, vinagre, sumo de limão, alho, cebola, pimento (o amarelo é o mais rico em vitamina C), orégãos, manjericão, tomilho, louro, cebolinho, hortelã, coentros ou salsa.

2. Ingira vegetais

Inclua na sua alimentação diária 5 porções de frutas e verduras de preferência de diferentes cores de forma a ingerir diferentes vitaminas e minerais. Exemplo:

Meio da manhã: 1 kiwi

Almoço com inclusão de: 1 sopa de legumes e brócolos para acompanhar o prato principal

Lanche: 1 iogurte natural magro com 3 nozes e ½ maçã fresca

Jantar com inclusão de: 1 salada de alface e rúcula com pedaços de maçã (½ maçã)

3. Cuidado com a proteína

Ingira uma quantidade equilibrada de proteínas (o equivalente à palma da sua mão ao almoço e ao jantar): prefira carnes brancas e peixe.

No que respeita aos laticínios, poderá consumir 2 a 3 porções, preferencialmente magros se tiver excesso de peso ou obesidade, hipertensão ou diabetes. Leia os rótulos e evite os laticínios com elevado conteúdo em gordura e sal.

4. Atenção à gordura saturada

Limite o consumo de alimentos ricos em gordura saturada como carne vermelha, queijo, manteiga, natas, enchidos, órgãos e vísceras, gelados, chocolate e bolachas.

5. Controle o açúcar

Diminua o consumo de açúcar e de alimentos que o contenham.

6. Beba água

É importante manter um bom nível de hidratação. Para isso ingira diariamente pelo menos 1,5 litros de água se for mulher e 2 litros se for homem. Deverá aumentar esta quantidade sempre que praticar exercício físico.

7. Corte no álcool

Modere o consumo de álcool: até 2 cervejas (de 200 ml) ou um copo de vinho por dia.

8. Faça até 7 refeições por dia

Faça 5 a 7 refeições por dia: 3 principais e 4 pequenas refeições intercalares. Prepare refeições saudáveis, respeitando um limite de calorias.

9. Consulte um nutricionista

O seu nutricionista pode ajudá-lo a criar um plano de alimentação atrativo, que lhe permita comer de forma saudável, saborosa e mantendo o seu peso dentro do desejável.

10. Controle a pressão arterial

Um controlo cuidadoso da pressão arterial, da concentração de açúcar no sangue (glicémia), assim como uma redução do peso corporal no caso de ter excesso de peso ou obesidade, pode prevenir o desenvolvimento da doença renal crónica.

Um artigo de Cristina Garagarza Antunes, nutricionista da Fresenius Medical Care

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.