Para escolher um bom iogurte temos primeiro de saber o que é o iogurte: leite (desnatado ou não) + fermentos lácteos (estes fermentos usam o açúcar natural do leite e fermentam o mesmo tornando a bebida espessa). Também podemos encontrar iogurtes feitos a partir de bebida vegetal, normalmente soja.

Em qualquer dos casos, o importante para fazer uma boa escolha e para isso é necessário fazer a leitura da lista de ingredientes. É aqui que fica a saber se foram acrescentados mais ingredientes do que aqueles que fazem parte do iogurte básico.

Como escolher?

Quanto mais ingredientes tem a lista, mais nos afastamos daquilo que é a essência do iogurte e dos seus benefícios.

Elementos como açúcar, xaropes, amidos, corantes, adoçantes artificiais fazem com que este alimento seja menos natural. Por isso, a melhor escolha é um iogurte natural sem açúcar adicionado, com o mínimo de ingredientes na lista.

Não adianta observar a caixa de avaliação nutricional se não souber o que realmente lá foi colocado. Só saberemos se é uma boa escolha ao olhar para a lista de ingredientes e depois, sim, se quiser pode observar a quantidade de açúcar e de gordura.

Comprar um iogurte magro, também pode ser uma boa escolha, uma vez que o que aconteceu foi que retiraram parte da gordura do leite, desnatando-o. Se não conseguir comer assim ao natural, adicione fruta, canela, sementes ou uma granola sem açúcar para o tornar mais agradável. Já sabe, antes de escolher o iogurte, olhe primeiramente para a lista de ingredientes.

O mesmo para o das crianças. Nada de pintarolas, chocapic e afins.

Os conselhos são da nutricionista Cláudia Maranhoto, nutricionista na Clínica Mais Bem Estar Viseu, em Parceira com o Fitness Hut - Grupo VivaGym.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.