Para que serve afinal água?

Se nos imaginarmos como uma massa de muitos milhões de células, constituídas e banhadas essencialmente por água, é fácil perceber que vivemos literalmente imersos neste líquido e que com ele temos uma relação vital. A água é fundamental para proteger, lubrificar, transportar resíduos, hormonas e nutrientes pelo nosso organismo, representando cerca de 60% do nosso peso total.

Podemos sobreviver muitos dias sem água?

Embora não consigamos sobreviver mais do que alguns dias sem ingerir água, podemos viver semanas sem ingerir outros nutrientes, sem que por isso surjam efeitos tão adversos como os que resultam da desidratação.

Quais as consequências da desidratação?

A diminuição da capacidade física, da atenção, concentração e memória, bem como um comprometimento da tomada de decisões e da eficácia da resolução de problemas de aritmética, estão entre as consequências observadas em indivíduos sujeitos a uma desidratação ligeira. Por outro, lado a desidratação crónica está associada à obstipação, infeções do trato urinário, problemas de saúde oral, respiratórios, cálculos renais e perda de faculdades mentais. Nunca é demais enaltecer que uma grande perda de água é potencialmente fatal.

Sobem as temperaturas, há que fazer da água a melhor amiga do nosso corpo

De que forma ingerimos água?

Os alimentos que habitualmente consumimos fornecem-nos cerca 25% das nossas necessidades de água, os restantes 75% representam cerca de 1,5 a 1,9 litros de bebidas, conforme o sexo (feminino e masculino respetivamente). Estes valores não são metas, mas tão-somente uma referência de ingestão diária para adultos e adolescentes saudáveis. Importa enaltecer que esta ingestão de líquidos não engloba só a água, mas também as bebidas não alcoólicas consumidas, tais como o chá, refrigerantes, leite, café etc.

Que medidas simples podemos tomar para evitar a desidratação?

Traga sempre consigo bebidas não alcoólicas, privilegiando aquelas que apresentam um menor valor calórico e de teor de cafeína. Beba com frequência pequenas quantidades ao longo do dia, antecipando a sensação de sede. Varie o sabor, a temperatura e até a cor das bebidas disponíveis, pois isso pode constituir um estímulo importante para a ingestão adequada de água.

Coma alimentos ricos em água (tais como fruta, hortícolas e sopa) pois estes contribuem de forma sensível para a hidratação.

Nutricionista Vitor Dauphinet

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.