O número de mortes diárias relacionadas com coronavírus SARS-CoV-2 diminuiu em Espanha: contabilizaram-se 268 óbitos em 24 horas, uma redução em relação aos dados de quarta-feira, quando foram registadas 325 vítimas mortais.

No total, registaram-se neste país 24.543 mortes, 213.435 infetados e 112.050 pessoas recuperadas.

De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, há 1.309 novos casos positivos, elevando para 213.435 o total de infetados confirmados pelo teste PCR, o mais fiável na deteção do vírus.

Os números diários indicam ainda que, nas últimas 24 horas, há 3.103 pessoas curadas depois de terem contraído a doença, sendo o total de 112.050 desde o início da pandemia.

Espanha é o segundo país com mais mortos com a pandemia por cada milhão de habitantes (519 óbitos), depois da Bélgica (655) e antes da Itália (458), Reino Unido (384) e França (369), numa lista em que os Estados Unidos têm 186 e Portugal 95.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 224 mil mortos e infetou mais de 3,1 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (60.853) e mais casos de infeção confirmados (mais de um milhão). Seguem-se Itália (27.682 mortos, mais de 203 mil casos), Reino Unido (26.097 mortos, mais de 162 mil casos), Espanha (24.543 mortos, mais de 213 mil casos), França (24.087 mortos, cerca de 169 mil casos).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Coronavírus SARS-CoV-2: quantas horas pode sobreviver no ar, papel ou plástico?

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.