"Os novos casos dizem respeito a cidadãos de nacionalidade moçambicana, um dos quais sem sintomatologia e 13 com sintomatologia leve a moderada", declarou Rosa Marlene, durante a conferência de imprensa de atualização de dados sobre a pandemia de COVID-19 no Ministério da Saúde, em Maputo.

Os 14 novos casos foram registados nas províncias de Nampula (2) e Cabo Delgado (12), todas no norte de Moçambique, e, deste número, quatro são crianças menores de 15 anos.

"Os casos encontram-se em isolamento domiciliar e neste momento decorre o processo de mapeamento dos contactos", declarou.

Dos 227 casos registados em Moçambique, 201 são de transmissão local e 26 são importados. A doença causou ainda um morto no país.

Do total de casos já registados, 128 estão na província de Cabo Delgado, 10 em Nampula, 2 casos na Zambézia, 43 na cidade de Maputo, 22 na província de Maputo, 12 em Sofala, três em Tete, um em Manica, três em Inhambane e também três em Gaza.

Desde o anúncio do primeiro caso no país, a 22 de março, foram feitos 9.330 testes, tendo sido submetidas a quarentena cerca de 15 mil pessoas das mais de 795 mil rastreadas, continuando 1.416 a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 350 mil mortos e infetou mais de 5,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Cerca de 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.