As urgências dos hospitais de várias comunas a sul e a este de Brescia registaram, pelo menos, 121 casos de pneumonia, explicou Giulio Galera, responsável sanitário na região da Lombardia.

Um inquérito junto dos médicos de família revelou há cerca de três dezenas de outras pessoas infetadas, mas que não passaram pelas urgências.

De acordo com os media locais, duas autópsias vão ser realizadas a uma mulher de 69 anos e a um homem de 85, que morreram esta semana, de forma a determinar se foram afetados por esta epidemia.

Será da água?

A pneumonia pode ter origem bacteriana ou viral e as autoridades suspeitam da presença de um vírus na água.

Foram retiradas amostras da rede de distribuição de água potável, mas os resultados só serão conhecidos dentro de dias.

Enquanto isso, as autoridades sanitárias da província pediram aos moradores que tomassem precauções, entre as quais desinfetar os filtros das torneiras ou as mangueiras dos chuveiros e, deixar a água quente correr, abrindo as janelas antes de usar a água corrente, especialmente após a ausência prolongada de casa.

As pessoas mais frágeis são exortadas a consultar um médico o mais rápido possível em caso de febre ou dificuldades respiratórias.