Cientistas britânicos iniciaram um estudo para avaliar a eficácia de um novo método anticoncecional para homens, que consiste num gel que suprime a produção de espermatozoides, anunciou a Universidade de Edimburgo. Neste momento estão à procura de candidatos voluntários para testar a substância, escreve o Guardian.

O gel é aplicado sobre os ombros e na parte alta dos braços e os homens têm de controlar a produção de esperma uma vez por mês com especialistas.

A substância, designada NES/T, é um tratamento baseado em hormonas e projetado para reduzir a produção de esperma, mas sem afetar a libido.

Os responsáveis pelo estudo, conduzido pelo Hospital Saint Mary, Universidade de Manchester e Universidade de Edimburgo, convidam homens com idades entre os 18 e 50 anos com um relacionamento estável com mulheres entre os 18 e 34 anos.

O projeto foca-se em casais com relacionamentos mais longos, já que, ao contrário dos preservativos, o gel em estudo não confere proteção contra doenças sexualmente transmissíveis (DST).

Em entrevista à radiotelevisão britânica BBC, John Reynolds-Wright, diretor do estudo, disse que espera que o produto alcance uma taxa de eficácia semelhante à da pílula anticoncecional, que varia entre 97% e 99%.

Atualmente, o preservativo e a vasectomia são as únicas formas de contraceção disponíveis para homens que não desejam ter filhos.