Primeiro foi o Halloween, a seguir virá o Natal e o Ano Novo, sem contar com as festas que possa haver pelo meio. As boas notícias é que, com tanta animação, o seu filho vai andar feliz. Agora as más: festas são sinónimo de doces e… os doces estragam os dentes.

As crianças devem escovar os dentes duas vezes por dia durante dois minutos. Nesta época do ano, em que consomem mais açúcar, esses cuidados devem ser levados ainda mais a sério. Agnès Roze, dentista e pediatra francesa, fez uma lista de coisas boas e más (e péssimas) para os dentes do seu filho.  Publicada na motherbabychild.com, esta lista pode ser muito útil em sua casa…

O péssimo

Doces duros. Os rebuçados são péssimos. Muito populares, existem em várias formas e tamanhos, mas, nas palavras da médica, são a maior maldição para os dentes das crianças. Desde logo porque podem quebrá-los. Como duram muito mais do que outros doces, significa que os dentes ficam expostos ao açúcar por mais tempo. “Quanto mais estiverem em contato com o açúcar, mais os dentes ficam em perigo; o açúcar ajuda as bactérias a destruírem o esmalte”, avisa Roze.

Doce pegajosos. Em matéria de consistência, são o oposto dos primeiros, mas o impacto sobre os dentes é o mesmo. Tal como os rebuçados, os doces moles e pegajosos, como caramelos e gomas, podem ficar preso nas fendas dos dentes, causando um impacto negativo de longa duração – o açúcar continua a estragar o esmalte, mesmo depois de o doce ter sido engolido.

Gomas azedas. Uma das guloseimas mais ameaçadoras que pode haver. A quantidade de ácido contida numa goma azeda destrói o esmalte e aumenta a probabilidade de cárie.

O bom

Chocolate negro. Costuma ser a opção mais segura em matéria de doces e a a menos destrutiva para o esmalte, pois contém menos açúcar do que o chocolate de leite. Tem um flavonoide chamado epicatequina que, além de retardar a cárie dentária, reduz o colesterol, combatendo coágulos sanguíneos e artérias entupidas. O chocolate negro possui ainda polifenóis, substâncias químicas naturais que ajudam a reduzir o mau hálito.

Chocolate com avelãs, amêndoas ou nozes. As barras de chocolate mais comuns não são as melhores para os dentes. Podem, ainda assim, não ser tão prejudiciais se contiverem amêndoas, avelãs ou nozes, pois a sua presença ajuda a quebrar a consistência pegajosa da barra e funciona quase como um elixir natural, garantindo que o açúcar é deixado nos dentes por menos tempo do que barras de chocolate sem frutos secos.

Gomas adoçadas com xilitol. Este é um adoçante natural que pode ser encontrado nas fibras de muitos vegetais, incluindo milho, framboesa ou ameixa. A goma adoçada com xilitol ajuda à produção de saliva, uma escova natural, ajudando os dentes a livrarem-se de detritos e excesso de açúcar.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.