A temperatura mundial média foi 1,16 °C superior à temperatura média da segunda metade do século XIX, o período em que se deu o início da industrialização na Europa, consideram analistas.

Segundo o estudo, "a temperatura mundial média em 2018 foi mais baixa do que em 2015, 2016 e 2017, porém mais quente do que em cada ano observado antes de 2015".

"O ano de 2016 continua a ser o mais quente do período de observações históricas", informou o grupo de pesquisas independente, segundo o qual a tendência geral coincide com "um aquecimento global a longo prazo".

Os dados procedem de 20.000 estações meteorológicas, informou o Berkeley Earth.

O governo americano costuma fazer uma análise similar das temperaturas, mas o encerramento parcial do governo, iniciado em dezembro, impediu a sua realização até ao momento.

Outro grupo de cientistas, o europeu Copernicus Climate Change Service, publicou em 7 de janeiro uma análise similar à do Berkeley Earth, confirmando que os quatro últimos anos foram os mais quentes já registados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.