Há costumes, tradições e religiões que, ainda que não se coadunem com as nossas ou haja opiniões distintas, o melhor mesmo é respeitar e acatar. Afinal de contas, está-se num país que não é o nosso! Caso esteja a pensar em viajar para um destes países mais tradicionalistas e conservadores, nada como saber com o que deve contar.

Qatar

Muito quente, muito rico e mais liberal que os países vizinhos, assim é o país que vai receber o Mundial de 2022. As mulheres adoram cobrir-se de joias de ouro, diamantes, entre outras, mas com um senão... tudo fica escondido debaixo das burcas e hijabs. A não ser que estejam numa festa privada, onde só estejam mulheres, e aí sim, podem exibir os seus maravilhosos vestidos de marcas de renome.

Caso este seja um destino de eleição para si, tenha em atenção a algumas zonas públicas, porque cobrir o cabelos é exigido. Não obstante, é conveniente que use calças ou saias por forma a cobrir as pernas.

Burka

Hijab

Arábia Saudita

É dos países mais severos no que concerne ao vestuário. Aliás, as mulheres andam de burca e podem ser penalizadas caso não o façam. Portanto, o melhor é apostar em roupa que a tape mais do que o normal e mesmo não sendo exigido às turistas, o que é certo é que já aconteceu a algumas visitantes terem de sair do aeroporto com uma abaya.

Índia

Hinduísmo, budismo e islamismo são algumas das religiões refletidas nos seus dress codes. Apesar das roupas serem bem coloridas e até adornadas, tendem a ser discretas no que diz respeito a mostrar as partes do corpo. Usar calças sim e mostrar os braços também, mas não se vai muito mais além e muito menos muito justo. As mulheres mais jovens costumam usar as kurta com calças e as mais velhas o sari.

Kurta

Sari

Emirados Árabes Unidos

Recebem bastantes estrangeiros e já vão estando mais acostumados aos cotumes ocidentais, mas não deixam de ser predominanetmente islâmicos por isso, as abayas e os hijabs são uma constante.

Se for visitar o país evite andar de ombros e joelhos à mostra. Prefira algo de manga curta ou longa, calças e saias midi ou compridas.

Turquia

São os menos tradicionais e conservadores. Tops de alças, bermudas, vestidos até aos joelhos e outros são permitidos, no entanto, nada que acentue as formas do corpo nem que seja muito ousado, como por exemplo um grande decote nem usar umas calças justas sem uma parte de cima larga que cubra o quadril. Assim sendo, não aposte em nada muito justo, use calções só na praia.

Israel

Ainda que em Telavive se possa usar tudo, há cidades que nem por isso porque são consideradas sagradas. São exemplo disso Jerusalém, Akko e Safed que preferem um dress code bem mais discreto como saias compridas e nada de decotes. Em suma, tapar pernas e o colo.

Egito

As católicas andam de cabelo ao vento, mas as egípcias muçulmanas usam hijab. De qualquer das formas, as mulheres tapam grande parte do corpo até porque, o assédio é em grande escala! Depois depende um pouco das zonas. No Cairo, por exemplo, as pernas estão sempre tapadas e quanto muito as canelas podem estar visíveis, os ombros também e camisas sem decote não são bem aceites. No entanto, nas cidades mais frequentadas por turistas como Dahab, Aswan e Luxor, as estrangeiras costumam andar de calções e vestidos mais curtos, sem qualquer tipo de problema.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.