"Está mais do que certo pensar em proteger e empoderar a mulher, pois ela é a que mais sofre neste meio e representa a maioria das vítimas, mas é importante também olharmos para os homens se queremos mesmo uma sociedade igualitária. Violência é violência e não podemos invalidar o sofrimento de uma pessoa por ela ser um homem."

Veja o vídeo em que Navvab nos convida a mais uma reflexão.

Conheça o projeto no Facebook ou Instagram.

Veja também:

O nosso cabelo tem poder!

“Ser mulher, ser negra e ser formada é difícil”

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.