O BaZi é uma arte milenar chinesa que deriva dos princípios e da análise da astrologia chinesa. É uma codificação de caracteres que nos traduz as características muito próprias de cada individuo com base nos seus dados de nascimento (hora, dia, mês, ano e local). Padroniza o potencial e mapa emocional do ser humano individualmente.

De uma forma simplificada o BaZi defende que quando nascemos temos uma matriz muito nossa. O nosso sucesso pessoal e profissional vem de estarmos alinhados com essa matriz. Vem de estarmos tranquilos com os nossos valores e de não fazermos aquilo que nos faz sentir com o coração "apertado".

No fundo, o BaZi permite encontrarmos aquilo para o que nascemos, o nosso talento único e aquilo em que acreditamos, orientando a nossa vida para que encontremos os caminhos e os momentos mais favoráveis para conseguirmos aquilo que de facto nos preenche e realiza.

Sobretudo no estrangeiro, há pessoas das mais diversas faixas etárias e áreas de formação que recorrem ao BaZi para tomar importantes decisões de carreira, de negócios entre outras decisões importantes na área pessoal. Para além de querem saber se a decisão vai ser positiva, querem também saber se o momento ou a fase da vida em que se encontram é favorável.

No entanto, esta arte milenar chinesa ainda é pouco conhecida em Portugal. Foi por isso que Bárbara Ruano Guimarães escreveu o livro "O Poder de Saber, recentemente lançado, de forma a dar a conhecer o BaZi no nosso país.

O Poder de Saber
créditos: Chiado Editora

"Saber quem somos e confiar nessa informação é um tesouro que todos devíamos ter. É o trunfo que temos para poder dizer SIM e NÃO. Saber e confiar em quem somos é o poder que nos permite viver a nossa vida e não deixar que outros a vivam por nós".

Bárbara estudou metafísica com diversos mestres pelo mundo fora desde Portugal à Malásia, Espanha e Inglaterra. É consultora de Feng Shui certificada pelo IEETC - Instituto Europeu de Estudos Tradicionais Chineses e a única consultora de BaZi Certificada pela World Academy of Chinese Methaphisics em Portugal.

“Descobrir qual é o nosso talento único, os nossos propósitos de vida, conhecer verdadeiramente a nossa identidade e, a partir daí, saber as técnicas e os vários passos que podemos dar para conseguir potenciar a nossa vida. É este o propósito de "O Poder de Saber", explica a autora do livro.

Bárbara é arquiteta de formação e descobriu o BaZi através do Feng Shui, que já praticava há algum tempo.

"A lógica de perceber a dinâmica das ações de cada pessoa sempre me interessou bastante. Gosto de perceber a razão pela qual fazemos as coisas e o que nos influencia na altura de tomar decisões. O BaZi é um livro de instruções que trazemos e é um privilégio poder contribuir com essa informação para que as pessoas consigam tomar decisões mais fundamentadas", explica.

De salientar que o BaZi nada tem a ver com previsões, como clarifica a autora.

"Uma previsão é como uma sentença e pressupõe que seja o que for que façamos nada vai mudar... não é isso que nos diz o BaZi. BaZi dá-nos uma tendência. É um indicador energético de como estamos a atravessar a nossa vida e sobre qual é a nossa matriz. O que fazemos com isso, só nós sabemos. Por vezes conseguimos fazer tudo o que queremos, por vezes temos limites, tradições familiares, padrões que nos impõem e que moldam o que queríamos fazer e não pudemos. Uma previsão é algo fechado... A nossa vida é mais aberta do que isso. Pode dar mais ou menos trabalho, mas podemos construir sempre algo diferente".

Como é que o BaZi pode, então, ajudar pessoal e profissionalmente?

De acordo com a Bárbara, o BaZi é a informação sobre nós próprios, a partir daí já podemos perceber que ajuda seja qual for a situação. A única pessoa que nos pode ajudar somos nós próprios, a pessoa melhor para nos perdoar somos nós próprios, a melhor pessoa para nos amar somos nós próprios. Para isto tudo acontecer devemos saber quem somos, com as nossas potencialidades e os nossas fragilidades.

A perfeição não existe, existe a nossa capacidade de tomar partido dos valores e das características que temos e a nossa escolha de moderar aquele feitio que pode estar a “trabalhar” contra nós. A nível pessoal o autoconhecimento é fundamental.

A nível profissional as pessoas sentem-se realizadas se fizerem o que tem jeito para fazer, se fizerem o que tem aptidão para fazer e se tiverem a dar de si o melhor que têm para dar. Por vezes acertamos em cheio no trabalho certo, por vezes estamos desconfortáveis, pouco motivados e não percebemos porquê.

"BaZi, em termos profissionais, dá-nos informação sobre os nossos talentos, e formas de pensar que nos permitem organizar os objetivos de maneira a que no fim do dia o nosso coração esteja preenchido, com a sensação de paz e de dever cumprido. Nessa altura o nosso potencial está a ser explorado ao máximo, o que devemos saber é “qual é esse potencial".

Para saber mais sobre o Ba Zi, consulte o site www.barbararuanog.com

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.