O artista venezuelano Oscar Olivares, de 23 anos, em colaboração com a organização ambiental local OkoSpiri e Movimiento en la Arquitectura para el Futuro, criou uma obra de arte num mural gigantesco recorrendo a tampas de garrafas de plástico já utilizadas.

Olivares demorou 2 meses e meio para colar as mais de 200 mil tampas de plástico na parede de uma pequena praça, a Plaza Escalona, no município de El Hatillo, em Caracas. O mural tem uma comprimento de 45 metros, medindo 3 metros e meio no ponto mais curto e 7,25 metros no ponto mais baixo.

O resultado final é uma composição colorida de araras no seu habitat natural. Além das aves tropicais, o mural inclui girassóis, montanhas do Parque Nacional El Ávila e alguns prédios misturados em prados verdes sob um céu estrelado, além de outros pequenos elementos.

Este mural é um dos mais ecológicos e sustentáveis da América do Sul, sendo o primeiro deste género na Venezuela. A ideia por detrás da obra de arte é consciencializar os moradores de Caracas e os problemas ecológicos que o país enfrenta.

Além disso, o mural também visa revitalizar esta área específica de El Hatillo, que até aqui estava abandonada e se tinha tornado numa espécie de aterro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.