Com o Natal novamente à porta, está na altura de desempoeirar a máquina fotográfica e preparar-se para aumentar o álbum de fotografias de família aí de casa.

Para o ajudar a tirar as melhores fotografias, deixamos aqui alguns conselhos de Helen Bartlett, embaixadora da Canon e fotógrafa de família.

1. Faça experiências com as interações

Segundo Helen, nesta altura é difícil decidir o que fotografar, uma vez que há imensas coisas a acontecer em simultâneo, deixando o conselho de que procurem capotar a história por trás das interações entre os diferentes elementos da família. Deixa ficar ainda um exemplo de como isso pode ser feito “colocar a sua câmara num tripé e documentar a mesa a ser posta várias vezes durante o dia.”

2. Teste novos estilos

“Este Natal, encorajo-o a fazer o oposto daquilo que habitualmente faz, e avaliar o impacto que isso terá no seu trabalho. O seu estilo é natural ou mais tradicional? Talvez costume editar as suas fotografias de uma forma peculiar? Experimente, encontre um novo estilo e adote-o durante o Natal.”

3. Misture as suas perspetivas

Aqui o truque é dar uma nova visão às suas próprias recordações, recriando fotografias antigas. Para conseguir executar esta dica na perfeição Helen deixa alguns conselhos, “conte a história do Natal a partir da perspetiva de uma criança, ou até de um animal de estimação”, “utilize a abertura larga, como f/1.2, e poderá captar imagens fantásticas com as luzes da árvore de Natal a cintilar em pano de fundo. Se quiser outra alternativa, vá até à cozinha e teste as suas capacidades de fotografia “close-up” no peru fumegante, ou no pudim de Natal flambeado!”

4. A fotografia evoluiu – adote a naturalidade

É isso mesmo. Este Natal esqueça as fotografias de estúdio, conservadoras e formais, e opte por uma abordagem mais natural e descontraída. Evite as poses e capta os diferentes momentos da festa sem que os seus familiares se apercebam sequer de que o está a fazer.

5. Imprima as suas fotos e analise a técnica

Hoje em dia estamos tão habituados a armazenar as nossas fotografias em formato digital que quase nos esquecemos da magia de uma fotografia em papel.
Além do valor sentimental de uma fotografia física, segundo Helen, existe também grande utilidade na impressão das fotografias, pois “pode olhar para trás e dizer, ‘bem, esta fotografia resultou bem porque x, y e z, por isso vou utilizar essas técnicas no meu próximo projeto”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.