Gabriela cresceu e estudou num ambiente tipicamente português, mas Moçambique sempre esteve bem presente no seu dia-a-dia. “A paixão pela música surgiu aos 12 anos, no grupo coral da escola portuguesa. “Fui convidada a participar num concurso de música das comunidades portuguesas de onde saí vencedora e, desde então, nunca mais parei. Participei em vários concursos e saraus de música que me lançaram para o mundo da música”, revela a cantora.

O percurso pelo mundo da música foi muito rápido. Em 2000, Gabriela foi considerada cantora revelação com o álbum “Cem por Cento Amor e Paixão”, pelo programa da Rádio Moçambique, Ngoma Moçambique. E, em 2005, o mesmo programa atribuiu-lhe o prémio de “Melhor Marrabenta do Ano”, com a música “Mina na Wena”.

Um dos responsáveis pelo sucesso da cantora é o produtor angolano, Yeye, que vive em Moçambique. “Foi ele quem me incentivou para lançar o meu primeiro álbum, o que me valeu um prémio”, afirmou a cantora em entrevista ao SAPO Mulher MZ.

Imparável e determinada, Gabriela encontra-se neste momento na última fase de preparação do seu terceiro álbum, intitulado “Mais Gabriela”, que segundo a cantora “vai ser um álbum que terá a minha cara. O meu verdadeiro “Eu” está neste trabalho”.

O novo álbum conta como um repertório recheado de sonoridades que vão desde música moderna e clássica, incluído um pouco de Pop Rock, R&B e Soul.

Detentora de uma voz doce e serena, Gabi, para os amigos, foi convidada a participar no filme “Quero ser uma Estrela”, do realizador português José Carlos de Oliveira - o filme conta com a participação especial da actriz portuguesa Dalila do Carmo.

Gabriela considera-se uma mulher multifacetada, pois, para além da carreira musical, a cantora trabalha numa empresa de prestação de serviços e desenvolve um projecto social.

“Top Label” é um projecto social cujo objectivo é promover novos artistas no mundo da música. O objectivo é “ajuda-los a lançarem-se, dando-lhes espaço e meios para conseguirem chegar ao estrelato”, revela Gabriela.
Mulher, mãe, esposa e profissional, a cantora conta que “é possível conciliar todos estes papéis sem nenhum problema. O mais importante é sabermos gerir, pois tudo na vida pode tornar-se fácil se soubermos gerir”.

Nos momentos de lazer, Gabriela adora estar com a filha. Gosta de viajar, e vê Paris como a cidade de eleição para uma viagem de lazer. “Quando era mais nova, ganhei um concurso de música no Centro Cultural Franco Moçambicano, o prémio era uma viagem a Paris, e desde então adoro a cidade parisiense”, explica.

Em relação a projectos para este ano, Gabriela pretende continuar com o seu projecto social, lançar o novo CD, continuar com os estudos e, quem sabe, aventurar-se numa carreira como actriz.

Sílvia Panguane

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.