O homem mais velho do mundo morreu aos 113 anos em sua casa, numa pousada com fontes termais, no norte do Japão.

A família informou que Masazo Nonaka morreu na madrugada de domingo enquanto dormia em casa, em Ashoro, na ilha de Hokkaido, no norte do Japão.

Os seus familiares disseram ainda que Nonaka morreu pacificamente, de causas naturais.

O centenário, cuja família administra uma pousada com fontes termais há quatro gerações, foi certificado no ano passado como o homem mais velho do mundo aos 112 anos e 259 dias.

Nascido a 25 de julho de 1905, Nonaka cresceu numa grande família e sucedeu aos seus pais na administração da pousada, que agora é gerida por sua neta.

A mulher e três dos filhos de Nonaka já haviam morrido.

O número de centenários atingiu este em setembro um máximo histórico no Japão, onde 69.785 pessoas vivem há 100 ou mais anos e uns esmagadores 88,1% são mulheres, anunciou na altura o Governo nipónico.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.