A temperatura mundial em setembro de 2016 esteve 0,91 graus celsius acima da média para o mês, de acordo com a NASA, cuja base de dados remonta a 1880. A agência usa 3.600 estações meterológicas em todo o mundo para construir os seus rankings.

Para a NASA, nos últimos 12 meses, 11 foram considerados os mais quentes dos últimos anos tendo em conta a época. Julho, por exemplo, foi não só o mês homólogo mais quente de sempre, como bateu o recorde de calor de todos os meses dos últimos 136 anos.

É pelo acumular destes números recordistas que os cientistas da NASA suspeitam que 2016 se torne o ano mais quente dos últimos dois séculos, com uma média de temperatura 1,25 graus celsius mais alta do que a do século 19.

Saiba ainda: 15 alimentos que o mantêm hidratado

Veja isto10 cuidados para evitar os efeitos do calor na saúde

Também de acordo com dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o valor médio da temperatura máxima em setembro em Portugal foi de 28,96 graus celsius, o terceiro mais alto neste país desde 1931. Todos os outros meses de 2016 bateram igualmente recordes de temperatura em Portugal quando comparados com os últimos anos.

"Com os dados agora disponíveis (...), o recorde anual de 2016 (cerca de 1,25ºC acima do último, no século 19) parece já uma certeza”, comentou Gavin Schmidt, diretor do GISS da Nasa, no Twitter (ver em baixo tweet original).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.