A nossa casa é, sem dúvida, o local que consideramos mais seguro, especialmente se tiver crianças. No entanto, mesmo aqui se escondem perigos, e muitos dos quais passam despercebidos ou não recebem a nossa devida atenção. Os mais pequenos, com a sua energia inesgotável e uma enorme curiosidade pelo que os rodeia, agarram, cheiram, trepam, levam à boca, puxam tudo o que vêem e nem o pai mais atento consegue controlá-los totalmente. Neste sentido, e para a segurança de toda a família propomos uma lista de pequenas mudanças e adaptações que pode fazer no seu lar para reduzir os riscos de perigo e acidentes, bem como as suas preocupações.

Na cozinha:

- Mantenha os produtos de limpeza em armários altos, por oposição à arrumação debaixo da banca da cozinha. Caso seja a única opção, tranque os armários com um cadeado indicado para o efeito.

- Tal como os produtos de limpeza, nunca deixe inseticidas e outros produtos tóxicos em locais onde a criança os possa encontrar.

- Certifique-se que a porta do forno se encontra sempre fechada.

- Quando estiver a cozinhar, vire sempre as pegas dos tachos e panelas para dentro, de forma a evitar que a criança as puxe. Prefira também as bocas do fogão que se encontram mais atrás.

- Evite colocar ímanes no frigorífico, pois podem cair e a criança pode engoli-los.

- Certifique-se de que a criança não tem acesso a objetos cortantes nem a fósforos e isqueiros.

Áreas comuns da casa:

- Substituir as fichas normais por fichas específicas à prova de criança.

- Verifique regularmente se se encontram pequenos objetos no chão que a criança possa engolir, como botões, moedas, alfinetes...

- Prenda ou cubra com adesivos os cabos elétricos visíveis.

- Mova os objetos pontiagudos das zonas de passagem.

- Instale uma porta de segurança na parte debaixo e no topo das escadas.

- Retire as plantas do chão, pois muitas podem ser venenosas e contêm terra.

- Mantenha objetos como secadores ou aquecedores desligados da corrente e fora do alcance das crianças.

- Evite ter portas de vidro.

- Fixe as estantes e outros móveis altos à parede, para não correr o risco de caírem caso a criança os puxe ou se apoie neles.

- Não coloque móveis perto de janelas.

Quarto das crianças:

- Prefira móveis de cantos arredondados.

- Retire as tampas aos baús dos brinquedos, para que não magoem as mãos da criança.

- Certifique-se de que os mais pequenos não acedem aos brinquedos dos seus filhos mais velhos.

- Evite colocar o berço junto a uma janela.

- Não utilize um berço/cama antigo sem ter a certeza de que cumpre as normas de segurança.

- Retire do berço mantas e bonecos de peluches que sejam desnecessários.

- As cortinas não devem ter puxadores, devido ao risco de estrangulamento.

- As janelas devem ter grades ou redes de proteção.

Na casa de banho:

- Nunca deixe a água a correr na banheira, no lavatório ou até mesmo num balde, pois há o risco de o bebé se afogar.

- Instale uma fechadura de segurança na tampa da sanita.

- Mantenha os medicamentos, suplementos vitamínicos e cosméticos fora do alcance das crianças.

- Ajuste a temperatura da água quente para evitar queimaduras - é aconselhável que esteja, no máximo, nos 40 graus.

- Certifique-se de que não há possibilidades de o seu bebé se trancar acidentalmente na cas de banho.

- Mantenha os produtos de limpeza fora do seu alcance, trancados num armário ou colocados numa prateleira alta.

Áreas exteriores:

- Se a sua casa tem piscina, deve ter uma grade de proteção (com portão trancado) e/ou uma lona de cobertura.

- Para proteger seu filho de intoxicações no jardim, informe-se sobre as espécies de plantas venenosas mais comuns.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.