Durante a gravidez, vai surpreender-se com a forma como o seu corpo se altera e como o seu bebé cresce. Quando esse momento chegar, deixe a natureza seguir o seu curso, mas dê-lhe uma ajuda, seguindo alguns cuidados essenciais. Veja a antevisão que sintetizámos dos nove meses especiais que a esperam, vivencie essa experiência única dia após dia e prepare-se para receber a melhor recompensa do mundo, o seu bebé.

A data prevista para o parto é calculada a partir do primeiro dia da última menstruação. A partir dessa data, conte cerca de 40 semanas. Durante a gravidez, como vai perceber de seguida, o mais provável é que os seus cabelos tenham uma aparência fantástica, estimulados pelos níveis elevados de estrogéneo.

Mas tenha o cuidado de os manter hidratados, usando um produto condicionador específico para o seu tipo de cabelo. Evite também prendê-lo. Se pretender pintá-lo, não recorra a tintas com amoníaco ou a processos de coloração que impliquem contacto com o couro cabeludo. Se precisar de ir ao estomatologista , comunique-lhe o seu estado, pois, caso seja necessária uma anestesia, esta não deve conter adrenalina.

Primeiro mês

É o mês da mudança discreta. Está grávida, mas ninguém diria. Aparentemente, o seu corpo está na mesma, mas os primeiros sintomas de gravidez não se fazem esperar. Talvez venha a sentir tonturas, náuseas, sonolência, cansaço, aversão a certos cheiros ou comidas, aumento de sensibilidade mamária ou mudanças de humor. Um pequeno preço a pagar pelo ser com cinco milímetros que o seu útero agora acolhe.

Segundo mês

É o mês da formação dos órgãos. Dentro de si ocorrem grandes transformações, mas, por fora, ainda nada é evidente. Os órgãos do embrião irão desenvolver-se até às 10 semanas. Esta é a fase em que o bebé está mais vulnerável a fatores que possam interferir no seu desenvolvimento. A cabeça, a boca, os lábios, os olhos, as fossas nasais, os membros superiores e inferiores já se distinguem.

As estruturas principais, o coração, o estômago, os rins e o fígado, estão a funcionar. O embrião mexe-se ao flutuar no líquido amniótico. Por enquanto, ainda não é possível senti-lo. Durante este mês, é provável que continue a sentir um certo mal-estar, como se queixam muitas mulheres. Se for o caso, há que ter coragem! Normalmente, tudo passa no final do terceiro mês...

Terceiro mês

É o mês em que passa de embrião a feto. O embrião continua a crescer e, a partir de agora, chama-se feto. O rosto desenha-se, as pernas e os braços estão mais compridos e os dedos encontram-se na fase final de formação. Já se distinguem os ombros, as ancas, os cotovelos e os joelhos.

Os órgãos internos estão quase todos desenvolvidos. Por volta da oitava semana, começam a delinear-se os órgãos genitais do seu bebé. Ele alimenta-se através do cordão umbilical que se encontra ligado ao umbigo e à placenta. O seu assume formas arredondadas. O aumento de peso ideal situa-se entre os 12 e os 14 quilos ao longo de toda a gravidez.

Quarto mês

Este é o primeiro dos três meses magníficos, o chamado estado de graça. Irá sentir-se melhor agora que os enjoos passaram. A sua barriga está a ficar proeminente. Devido ao aumento do fluxo sanguíneo para alimentar o bebé e às alterações hormonais por que o seu corpo está a passar, a sua pele e o seu cabelo poderão ficar mais bonitos, dando-lhe um ar muito saudável.

O bebé cresce rapidamente nesta fase. O seu pequeno coração bate duas vezes mais depressa do que o seu e aproveita para fazer piruetas enquanto tem espaço suficiente para se mexer. É entre o quarto e o quinto mês que a maioria das mães sente, pela primeira vez, o seu bebé. A sensação é indescritível!

Quinto mês

Nesta fase, já se nota que está grávida. Até esta altura, são muitas as mulheres que o conseguem esconder ou disfarçar. Os músculos do bebé encontram-se em atividade intensa. A pele torna-se mais espessa, mas ele está ainda muito magro, pois não acumulou gordura. Ouve a voz da mãe e sobressalta-se com certos ruídos.

Entretanto, começa a sentir os seus pontapés, cambalhotas e até soluços. O seu corpo modificou-se e talvez seja altura de usar roupa de grávida, para se sentir mais confortável. Deve ter cuidado com o aumento de peso, pois irá sentir cada vez mais fome ou desejo de ingerir certos alimentos.

Sexto mês

É a fase da curiosidade. Até certa altura, a gravidez está muito associada a enjoos e mal-estar, a receios e dúvidas. A partir de agora, é natural que já pense no bebé como tal e que sinta cada vez mais curiosidade em saber como é que ele será. Também vai ter vontade de começar a organizar tudo para o receber em sua casa, quando nascer.

Aproveite, por isso, para tratar do quarto, das roupas e dos artigos de bebé de que vai necessitar posteriormente. Mais tarde, poderá sentir-se cansada. O bebé mexe-se muito, mas também passa bastante tempo a dormir. Está a ganhar energia para a sua nova vida. Por isso, prepare-se!

Sétimo mês

Este mês marca o início da reta final. O bebé está formado e a ganhar peso. É possível que esteja já de cabeça para baixo, pressionando a bexiga da mãe que terá mais vontade de urinar. Poderá voltar a sentir alguns incómodos do primeiro trimestre. O útero aumentado pode causar azia e dificuldade na digestão ou sensação de falta de ar.

Descansar, principalmente durante a noite, torna-se cada vez mais difícil. A barriga está já muito grande e é complicado encontrar uma posição confortável para dormir. Para além disso, os bebés tendem a escolher a altura em que a mãe, cansada ao final do dia, põe finalmente a cabeça na almofada, para começar a dar cambalhotas.

Oitavo mês

O bebé está quase pronto para enfrentar o mundo. Se nascesse agora, o seu bebé teria boas capacidades de sobrevivência. Mas deve continuar a ganhar peso e a desenvolver o sistema respiratório. Está muito maior, mas mais apertado no seu útero. Poderá, nesta fase, sentir-se mais cansada e pesada, assim como ter dores nas costas. Aproveite pois todo o tempo livre para descansar e, logo que possa, prepare a mala para a maternidade.

Nono mês

Chegou o momento mais esperado. Na trigésima-sexta semana, o bebé encaixa-se, preparando-se para o grande momento. Os seus movimentos tornam-se mais lentos e você está ansiosa por que ele nasça, sendo normal que se sinta impaciente e até esgotada. Brevemente, contudo, irá ouvir o choro tão desejado que indica que tudo está bem e que a sua nova vida acabou de começar, ao lado do seu filho.

Cuidados essenciais

Saiba, de seguida, o que é obrigatório fazer ao longo do período de gestação e veja também o que deve evitar ao longo dos meses de gravidez:

A lista dos obrigatórios

- Fazer uma alimentação equilibrada

- Descansar

- Ingerir suplementos de ácido fólico e ferro, de acordo com indicação médica

- Usar creme solar para evitar o aparecimento de manchas na pele, sobretudo no rosto

- Aplicar um creme anti-estrias para o peito, a barriga e as ancas

- Praticar exercício físico moderado

A lista dos comportamentos a evitar

- Ingerir cafeína

- Consumir bebidas alcoólicas

- Fumar

- Consumir drogas

- Tomar medicamentos sem aconselhamento médico

- Ingerir açúcares e gorduras em excesso

- Abusar de patés e de alguns queijos, como o brie e o camembert

- Comer alimentos mal cozinhados, incluindo carne, ovos e peixe

- Ingerir saladas e frutos mal lavados

Texto: Paula Alberty

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.