Hoje em dia estamos muito expostos a ambientes com ar condicionado e mais ainda em frente a ecrãs grande parte do nosso tempo.

Estas circunstâncias equivalem a uma menor lubrificação dos olhos pelo ambiente seco que se gera e a diminuição do pestanejar.

Pestanejar tem um papel fundamental na hidratação dos olhos. Quando as pálpebras inferior e superior se tocam são libertadas lágrimas para lubrificar o olho inteiro.

Se esta frequência diminuir, o olho seca, impedindo que nutrientes e oxigénio cheguem à córnea.

Segundo nos ensinou o japonês Kazuhiro Nakagawa,  para tonificar a capacidade de pestanejar, deveremos piscar incessantemente os olhos enquanto executamos um movimento circular com o pescoço. Depois, deveremos girar a cabeça no sentido oposto e fazer três rotações para cada lado.

Por último, inclinar o pescoço para trás, olhando para o nariz com os dois olhos. Em seguida, empurrar o queixo para dentro e inclinar o pescoço para a frente, de modo  a que o rosto fique virado para baixo enquanto olha para cima com os dois olhos. Repetir dez vezes cada um destes movimentos tornará os músculos das pálpebras mais fortes e pestanejar, tornar-se-á mais fácil.

Também o Trataka (termo Sânscrito que significa direcionar o olhar), técnica muito utilizada pelo yoga, se considera, tradicionalmente, uma ação purificante para os olhos, assim como um excelente exercício de concentração mental.

Este exercicio consiste em olhar fixamente e sem piscar, para um objeto pequeno até surgirem lágrimas nos olhos. Este elimina cansaço e doenças oculares, como alguns casos de miopia, astigmatismo e estrabismo.

Desta prática , que feita regularmente, nos traz clarividência, resultam outros benefícios como alivio de tensões oculares e alguns tipos de dores de cabeça; melhoria da acuidade visual; auxílio no tratamento da depressão; ajuda na redução da ansiedade; melhoria da memória visual e desenvolvimento de força de vontade.

Alguns estudos recentes na Europa mostraram que 75% dos jovens com 18 anos apresentam sintomas de miopia.

Tal como outras partes do corpo são exercitadas, também os olhos precisam de exercício diário, ainda mais numa era em que o estimulo visual se destaca cada vez mais.

Com o aumento do tempo nos ecrãs de computador, tablet e telemóvel, os nossos olhos desequilibram-se, comparativamente ao tempo que passávamos de um olhar entre o perto e o longe, intercaladamente, e num ambiente mais natural de ar livre.

Aproveite agora para fazer uma pausa, vá até à rua, olhe para as nuvens e contorne-as com o olhar. Se não houver nuvens olhe para o céu  e para um ponto próximo de si. Se já for noite, experimente  fazer o mesmo com as estrelas.

E se estiver com alguém, convide-o (a) a VER o mesmo.

Texto: Brahmi.pt

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.