O que são alongamentos?

Antes de mais, devemos separar bem o que é alongamento e o que é treino de flexibilidade. O treino de flexibilidade geralmente é aplicado em atletas de ginástica ou ballet e tem como finalidade o aumento da amplitude articular, com alta incidência nas estruturas passivas da articulação (ligamentos). Estes treinos recorrem a métodos de facilitação proprioceptiva neuromuscular (PNF) e são muito específicos e dolorosos.

Os alongamentos é o que mais se vê num ginásio, por exemplo, no início de um treino (usado como aquecimento) ou no final (usado como recuperação).

Há vários tipos de alongamentos: dinâmicos (passivos ou ativos) e estáticos (passivos ou ativos). Cada técnica destas tem uma finalidade e benefícios específicos assim como contraindicações.

O que são alongamentos?

Na generalidade, os alongamentos servem para diminuir a tonicidade do músculo, reduzir a tensão, inibir o estímulo neuromuscular (em casos de hipertonia) e aumentar a sensação de bem estar e relaxamento.

Os alongamentos dinâmicos são mais utilizados no início do treino como forma de preparação dos movimentos, com ênfase na amplitude do movimento a executar. Um exemplo deste tipo de exercício é realizar um agachamento sem carga (peso corporal apenas) com a máxima amplitude e velocidade média/alta, antes de realizar o exercício de agachamento com a barra nas costas/ peso.

Os alongamentos estáticos, no final da sessão de exercício físico, promovem a sensação de bem estar, diminuindo a tonicidade dos músculos trabalhados possibilitando uma recuperação mais cómoda. A sensação positiva no final do treino aumenta a adesão ao exercício, quase fazendo esquecer o “sofrimento” imposto pelo treino.

Devo alongar antes do treino?

Devo alongar antes do treino?

Os alongamentos estáticos passivos devem ser evitados antes dos exercícios ou mesmo durante a pausa entre séries, porque inibem a produção de força subsequente, e desta maneira diminui a performance de treino. Por sua vez, os alongamentos dinâmicos ativos são bastante recomendados como pré-ativação das estruturas a utilizar durante o treino.

Devo alongar no final do treino?

Devo alongar no final do treino?

Se o intuito for aumento da amplitude articular, deve procurar outros métodos, mas se apenas quer fazer um retorno à calma e aproveitar para diminuir a tensão muscular, então realize uma sequência de alongamentos calmos e relaxantes.

Os alongamentos estáticos passivos, são mais utilizados no trabalho de correção muscular postural, para inibir situações de hipertonicidade (sobreuso) de musculaturas específicas.

Quando é que não devo alongar?

  • Em caso de lesão em qualquer zona próxima da zona alongada;
  • Em situação de pré e pós parto;
  • Em caso de osteoporose;
  • Em caso de instabilidade articular (hiperlaxidão ligamentar);
  • Em caso de doenças do foro neuromuscular que não permita um controlo adequado e sensação diminuída dos movimentos.

Bons treinos.

Paulo Ah Quin -  Regional Master Trainer Holmes Place

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.