1. Minerais da cerveja fortalecem os ossos

O silício presente na cerveja favorece a absorção de cálcio e de outros minerais, o que fortalece a saúde do seu esqueleto. As cervejas com maior quantidade de cevada maltada e lúpulo são as que possuem mais silício. A garantia é de um estudo da Universidade de Tufts.

2. Protege o coração

Investigadores italianos descobriram que o consumo moderado de cerveja diminui em 42% o risco de doença coronária. Para sua proteção cardiovascular, não beba mais do que uma por dia, com um teor alcoólico à volta dos 5%.

3. Confere proteção pós-enfarte

Um estudo do Centro de Investigação Cardiovascular do Hospital de la Santa Creu i Sant Pau, em Barcelona, indica que o consumo de cerveja favorece a reparação das fibroses em corações que sofreram lesões, potenciando assim a recuperação deste órgão.

4. Fonte de bom colesterol

Investigadores da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, descobriram que o álcool contido na cerveja pode ajudar a aumentar o colesterol bom (o HDL), que está associado a um menor risco de doenças cardiovasculares.

5. Contém antioxidantes

Segundo um trabalho publicado na revista Circulation pela cardiologista Lina Badimont, os antioxidantes presentes na cerveja ajudam a diminuir as enzimas inflamatórias do sangue, baixando o risco de várias doenças, nomeadamente cancro.

6. É mais nutritiva que outras bebidas alcoólicas

Entre as bebidas alcoólicas, a cerveja é a que possui mais compostos nutritivos, principalmente vitaminas do complexo B. Minerais como fósforo, selénio, magnésio e algumas fibras solúveis estão também presentes em pequenas quantidades nesta famosa bebida.

7. Ativa o funcionamento dos rins

A alta ingestão de líquidos é a principal responsável pela redução do risco de desenvolvimento de pedra nos rins. Por ser 90% água, a cerveja é diurética e estimula o funcionamento deste órgão.

8. Reforça o sistema imunitário

Um estudo dos departamentos de Saúde e Ciência da Universidade de Oregon indica que beber duas cervejas por dia potencia o sistema imunitário e o combate de infeções.

9. Provoca a "melhor" ressaca

Uma análise espanhola concluiu que a ressaca da cerveja é a menos dolorosa e a mais rápida de ultrapassar.

10. Aumenta a confiança

Investigadores britânicos asseveram que quanto mais bebidas alcoólicas se consome, mas atrativo o ser humano se sente. Nós desaconselhamos, no entanto, que ultrapasse os limites da moderação.

11. Diminui o risco de diabetes tipo 2

Investigadores holandeses que analisaram 38.000 profissionais de saúde masculinos descobriram que o consumo moderado de cerveja diminui, ao longo de quatro anos, a probabilidade de desenvolver diabetes tipo 2.

12. Não tem ingredientes químicos prejudiciais

A cerveja é produzida a partir de elementos naturais como água, grãos de cevada maltados e lúpulo. Este último é o grande responsável pelo sabor e aroma desta bebida. Por norma, a cerveja não tem corantes nem conservantes.

13. É menos calórica do que um sumo de laranja

São 120 calorias num copo de cerveja contra 180 num copo de sumo de laranja sem açúcar. É importante recordar que, contudo, o sumo de laranja ganha à cerveja em termos nutricionais.

14. Aumenta a criatividade

Um estudo publicado no jornal Consciousness and Cognition garante que o consumo de cerveja com moderação torna-nos mais espertos e criativos. Será?

15. Não provoca barriga

Não existe uma relação direta comprovada entre a ingestão moderada desta bebida e o aumento da gordura abdominal. Talvez a falta de hábitos saudáveis - e de exercício físico - seja o que realmente influencie o excesso de peso.