“O leite doado é destinado aos bebés prematuros internados no berçário do Hospital Central de Maputo”, afirmou Rafael Joaquim, citado hoje pelo diário O País.

Com o leite até agora colectado ainda por quantificar, Rafael Joaquim assinalou que o HCM também conta com doações feitas através de brigadas móveis em centros de cidade de Maputo.

Além de colectar e processar leite materno, o Banco de Leite Humano do HCM também dá aconselhamento a mulheres com dificuldades de amamentação.

O Ministério da Saúde de Moçambique considera a amamentação fundamental para reduzir o número de bebés prematuros que morrem no país.

No país, 12% de 128 mil bebés prematuros que nascem em Moçambique não sobrevivem.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.